DESTAQUES DOS JORNAIS

Estas foram as manchetes dos jornais locais, neste final de semana:

Folha Noroeste: “Justiça condena ex-prefeito Joaquim a devolver valores pagos em aluguéis”

Folha Regional: “Santa Casa de Jales inaugura nova UTI Geral”

Jornal de Jales: “Promotor pede a cassação do prefeito de Dirce Reis”

A Tribuna: “Falta de internista impede funcionamento”

A manchete de A Tribuna faz referência à nova UTI Geral da Santa Casa de Jales. Segundo o jornal, apesar de inaugurada com uma prestigiada cerimônia, no último sábado, ela ainda não tem data para começar a funcionar. Um entrave entre médicos – que querem um internista para fazer a triagem dos pacientes – e a Provedoria, que alega não ter dinheiro para contratar o profissional, ainda impedia que os pacientes da antiga UTI fossem transferidos para a nova. Outras manchetes de A Tribuna: “Júlio semeghini diz que duplicação não está garantida” e “Incêndio destrói casa no São Judas”. Em sua coluna de bastidores, Enfoque, o jornalista Paulo Aruca cita a atuação dos blogs mantidos na internet por ex-parceiros do prefeito Parini  e, de outro lado, critica o silêncio da oposição em relação ao governo petista de Jales.

O Jornal de Jales deu destaque para o caso de Dirce Reis e diz que o vereador José Guilherme está requerendo uma sessão extraordinária da Câmara para votar o afastamento imediato do prefeito Cridão. O jornal também destaca a inauguração da nova sede da Procuradoria da República, em Jales, que agora passa a funcionar na Rua 15. O JJ também repercutiu palavras do secretário de Gestão do Estado, Júlio Semeghini, com a manchete “Duplicação da Euclides da Cunha patina, reconhece Semeghini”. Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior falou sobre as entrelinhas do discurso do provedor Garça, durante a inauguração da nova UTI da Santa Casa. Segundo Deonel, Garça mencionou a parceria entre ele e o prefeito Humberto Parini e teria aproveitado o discurso para “criticar os fuxiqueiros que vivem tentando jogar um contra o outro”.

A Folha Noroeste destacou a sentença publicada no final de dezembro de 2010, onde a juíza de Direito, Marina de Almeida Gama, da Vara Única de Urânia, julgou procedente uma Ação Civil Pública proposta contra o ex-prefeito Joaquim Pires da Silva. Segundo a Ação proposta, o ex-prefeito contratou o aluguel de um prédio para o Conselho Tutelar do município, mas teria dado utilização diversa e inadequada ao imóvel. Boa parte da edição da Folha Noroeste pode ser lida no blog do jornal, cujo link está aí do lado direito.

1 comentário

  • Mais uma vez o Deonel Rosa foi obrigado a assinar em baixo reconhecendo o trabalho da Tribuna. Publicou como matéria pricipal uma notícia divulgada com uma semana de atrazo em relação ao concorrente. Prá esquentar o furo que tomou vem com detalhes de vontades futuras…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *