NAS REDES

Post Scriptum:

Tudo indica que a imagem acima seja uma fake News, que, por vir de uma fonte confiável, eu acabei postando, sem pesquisar a veracidade.

Segundo o site Próxima Página”, a senhora Lucinha é uma grande divulgadora de fakes e acabou sendo vítima de uma fake News criada por alguém tão sem noção quanto ela. Ou seja, ela estaria experimentando do próprio veneno.

O site cita, como exemplo, um texto criado por essa senhora com falas inverídicas atribuídas à deputada federal Talíria Petrone (abaixo), colocando em risco a vida da parlamentar.

De qualquer forma, o blog não compactua com a divulgação de fakes e, por isso, pede desculpas aos prezados leitores.

 

9 comentários

  • Anonimo

    Art. 5º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes: […]

    IV – é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

    A opinião da senhora não reflete a opinião da maioria brasileira, muito menos de TODOS os eleitores do atual presidente.

  • Abraham Lincoln

    É tão assustadora a postagem, ela traz uma carga negativa tão grande, que eu precisei procurar o perfil dessa pessoa. Encontrei. Há notícia de que a postagem é fake, feita por um perfil falso. Há inclusive cópia de boletim de ocorrência. Portanto, pelo bem da espécie humana, acreditarei que ninguém seria capaz de escrever algo tão abjeto assim. Há, por parte da dona do perfil, informação de que promoverá medidas judiciais contra a propagação da informação falsa. Se ela diz a verdade ou não, como adiantei, prefiro acreditar que nossa espécie tem salvação.

  • SÓ JUMENTO VOTOU EM BOZONARO.

    COMENTAR O QUE?

  • Antonio Carlos Pinto

    Não anônimo acima! A liberdade que vc cita no artigo 5º, não é essa liberdade que essa maluca prega. Incita o ódio, o estupro para determinada tendência ideológica, discrimina índios, etc….
    A Lei não garante essas afirmativas. Essa maluca tem que ser levada as barras dos tribunais.

  • Não vamos perder tempo com bobagens

    Estamos na época da internet e das redes sociais. Com isso, apareceram as fakes news, agressões, ofensas gratuitas, etc devido a democracia de xingar o outro. Pela lei é crime, mas não vai preso!
    Neste caso, existem pessoas que colocam uma mensagem idiota como essa com a foto e nome de seu inimigo para todos pensarem que foi ele. Tudo em nome da propagação do ódio e incompreensão. O que siginifica uma mensagem dessas? Nada!
    Os petistas odiaram e declararam guerra!

  • Haddad, Bolso e as fake news

    Como candidato à Presidência da República pelo PT, Haddad foi o principal alvo de processos por supostamente espalhar fake news na campanha eleitoral do ano passado, com 15 ações, seguido de perto por Bolsonaro (então no PSL), com 14 ações, e por Márcio França, candidato ao Governo de São Paulo pelo PSB, com 13.
    Na outra ponta, Bolsonaro foi, de longe, o candidato que mais moveu processos acusando oponentes de propagarem fake news durante a eleição, com 42 ações, seguido por João Doria (26, eleito governador paulista pelo PSDB), Suely Campos (25, que tentou a reeleição ao Governo de Roraima pelo PP) e Haddad (22). Então os petistas precisam parar de chorar das fake news
    Fonte : pesquisa “Eleições, Fake News e os Tribunais: desinformação online nas eleições brasileiras de 2018”,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *