POLÍCIA FEDERAL DE JALES E POLÍCIA MILITAR-SP APREENDEM 20 KG DE COCAÍNA NA SP-320

A notícia é da assessoria de imprensa da Polícia Federal:

PF-07Uma grande operação conjunta entre a Polícia Federal de Jales e a Polícia Militar (TOR – Tático Ostensivo Rodoviário – e CAEP – Companhia de Ações Especiais – de São José do Rio Preto/SP) foi realizada na tarde desta quarta-feira (27). Mais de 20kg de cocaína, quatro veículos, R$ 22.980,00 em espécie, além de uma pistola automática foram apreendidos. Três homens também foram presos.

A PF já investigava o grupo criminoso que adquiria drogas no Mato Grosso do Sul para ser comercializada na região de Jales, Mirassol e São José do Rio Preto/SP. Hoje, com auxílio de policiais militares do TOR, um veículo foi abordado na SP-320 nas proximidades do município de Fernandópolis/SP. O veículo que estava com a droga, um Corsa Sedan, placa de Auriflama/SP, estava sendo transportado em um caminhão guincho, pois, havia apresentado problemas mecânicos durante a viagem.

Em um fundo falso do banco traseiro do veículo, os policiais encontraram vinte tabletes de cocaína que pesaram mais de vinte quilos da droga. Os compradores do entorpecente, de São José do Rio Preto e Mirassol, bem como o fornecedor da droga, residente no Estado de Mato Grosso, aguardavam a chegada da droga em uma residência do Bairro Vale do Sol em Mirassol.

Após a confirmação da apreensão do entorpecente na SP-320, em Fernandópolis, policiais militares do CAEP e uma equipe da PF de Jales foram até a residência em Mirassol onde os traficantes aguardavam a chegada da droga. Eles foram presos, e no local, mais de R$ 20.000,00 foram encontrados, além de uma pistola automática calibre 7.65. As apreensões foram localizadas em um fundo falso na cozinha da casa. Os veículos dos investigados, modelos Golf, Scenic e Audi também foram apreendidos.

Os presos, os bens e os materiais apreendidos foram transportados até a sede da PF em Jales. Os presos foram indiciados pelos crimes de tráfico interestadual de drogas, associação para o tráfico, além de posse ilegal de arma de fogo. Após os interrogatórios, eles serão conduzidos para a cadeia pública de Guarani d’Oeste/SP onde permanecerão à disposição da Justiça Estadual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *