QUATRO POLICIAIS FICAM GRÁVIDAS DO MESMO DETENTO

A notícia é do Diário da Manhã:

Em uma cadeia na cidade de Baltimore, nos Estados Unidos, quatro guardas prisionais ficaram grávidas de um detento. O homem é um poderoso líder de gangue. 

O preso, Tavo White, fazia ‘pequenos agrados’ às mulheres como carros, anéis de diamante. Especula-se que ele arrecadava mais de 40 mil reais por mês, por conta de contrabando de drogas e celulares na prisão, com a ajuda das mulheres. 

Uma conversa dele foi capturada pelo FBI. Nela, o homem dizia o seguinte:  “Esta é a minha prisão”. Ele reivindicava ter o controle de tudo no local. 

As quatro guardas, Jennifer Owens, Katera Stevenson, Chania Brooks e Tiffany Linder, supostamente ficaram grávidas quando o Tavo estava atrás das grades. Jennifer e Katera tinham o nome do criminoso tatuado no pescoço e no pulso, respectivamente. 

Os detalhes vieram à tona quando as autoridades descobriram um contrabando dentro da penitenciária. Treze guardas do sexo feminino, sete detentos e outros cúmplices respondem por acusação de extorsão. 

Todos os policiais que se envolveram no contrabando foram suspensos sem direito à remuneração, e o departamento de polícia local tem feito o possível para demiti-los o quanto antes. 

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *