SOB PRETEXTO DE COMBATER A CORRUPÇÃO, LAVA JATO DEIXA ENORME RASTRO DE DESTRUIÇÃO NA ECONOMIA

Alguns comentaristas do blog não gostam quando se fala que a Lava Jato ajudou a destruir a economia do país, quebrando grandes empresas e causando desemprego em vários setores. Ontem, o jornal Valor Econômico publicou um artigo esclarecedor, escrito por dois estudiosos, a respeito dos danos que a Lava Jato – sob o pretexto de combater a corrupção – causou à economia do país.

Segundo o artigo, a Odebrecht é o caso mais emblemático: a maior construtora nacional tinha, em 2014, um faturamento bruto de R$ 107 bilhões, com 168 mil funcionários e operações em 27 países. Já em 2017 – quase quatro anos após a eclosão do escândalo e seu presidente/herdeiro preso – seu faturamento era de R$ 82 bilhões, com 58 mil funcionários e atividades apenas em 14 países.

O artigo cita, ainda, que, num intervalo de quatro anos, a cadeia produtiva direta do Sistema Petrobras teve uma perda de quase 260 mil postos de trabalho formais e informais. Isso sem se falar nos empregos indiretos. Enquanto isso, muita gente que perdeu o emprego continua batendo palmas a turma da foto acima.

A matéria abaixo, do portal Brasil Atual, está baseada no citado artigo:

O valor acima de R$ 2 bilhões recuperado pela Operação Lava Jato é um dado comum no dia a dia dos noticiários da imprensa comercial. Defensores da força-tarefa que deixou de ser um mecanismo de combate à corrupção para se tornar um instrumento de poder e influência política usam esse resultado como troféu, muitas vezes para justificar, inclusive, ilegalidades cometidas na operação, tais como as evidenciadas pelo escândalo conhecido como Vaza Jato.

Agora, qual o prejuízo para a economia do país que a Lava Jato já provocou? Todo o processo da operação, que foi tratado de forma espetacular pela mídia, levou à difamação de empresas, estancou setores produtivos e ajudou a impor na política nacional uma lógica privatista liberalizante. Os custos foram altos. Para recuperar os R$ 2,5 bilhões desde 2015 até hoje, foi necessária uma perda de aproximadamente R$ 142 bilhões, apenas em 2015. Isso significou uma retração no PIB de 2,5%. Isso, é importante reforçar, em apenas um ano.

Os dados foram divulgados pelo jornal Valor Econômico, em artigo assinado pelos pesquisadores Luiz Fernando de Paula,  professor do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IE/UFRJ), e Rafael Moura, doutorando de Ciências Políticas do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Iesp/UERJ) a partir de estudo da consultoria GO Associados e Tendências.

Tal valor representa o impacto estimado da operação em setores como metal-mecânico, naval, construção civil e engenharia pesada. Os resultados são catastróficos. Além do amplo prejuízo, o Valor ainda expõe um dado que impacta diretamente na vida das famílias brasileiras: de 2014 a 2017, o setor da construção civil viu extinguir 991.734 vagas de emprego. 

2 comentários

  • As empresas estão falidas! Já, os politicos vão sair da cadeia. Ricos!

    Depois que Toffoli, Maia e Bolsonaro fizeram um “acordo de paz” para livrar uma crise entre eles. Toffoli bloqueou o processo do COAF do filho do Bolsonaro. Uma vergonha pois abrange muitas ações baseadas nos relatórios do COAF.Agora o STF solta Bendine, preso por pegar uma propina de R$ 3 milhões da Odebrecht.
    A decisão do STF que anulou a sentença do Bendine abriu um precedente que poderá beneficiar alvos da Lava Jato que vão os bandidos presos Sérgio Cabral, José Dirceu, Cunha e Lula. Mais de trinta políticos presos pela Lava Jato.
    O STF criou uma regra “que não está escrita em lugar nenhum”. Alem disso, colaboração premiada não serve só para a Lava Jato. Serve para tráfico de drogas, para crimes violentos, casos do PCC, um monte de casos.
    Se a Lava Jato não “ajudou” as empresas, sócias do PT, que o PT fudeu. Como os petistas acusam. O STF vai ajudar e soltar os políticos que pegaram propinas destas empresas.

  • Ele mesmo

    Será que esse valor seria maior que o rombo que estavam dando e que ia continuar dando ao Pais? até quando o Brasil suportaria isso? então qual o impacto maior? então é correto concordar com a roubalheira? É o fim mesmo. Tantas noticias locais e regionais que passam despercebidas por esse Blog, Uma pena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *