TESTES INICIAIS INDICAM QUE VACINA CHINESA CONTRA CORONAVÍRUS É SEGURA E PRODUZ ANTICORPOS

A notícia é do jornal El País:

corrida para obter uma vacina que acabe com a crise do coronavírus ou pelo menos amorteça seus efeitos começa a mostrar os primeiros resultados. Há quatro dias, por meio de um comunicado de imprensa, a empresa norte-americana Moderna anunciou os resultados de um teste com 45 voluntários saudáveis.

Segundo informou, sua vacina é “segura e bem tolerada”, e gerou em pelo menos oito dos participantes níveis de anticorpos capazes de neutralizar a infecção semelhantes ou superiores aos encontrados no sangue de pacientes que sobreviveram à doença.

Nessa sexta-feira, 22, a equipe do Instituto de Biotecnologia de Pequim e a empresa Cansino Biologics, na China, anunciaram também os resultados da fase 1 da primeira vacina desenvolvida nesse país. Neste caso, divulgados em um artigo publicado na revista The Lancet, com todos os dados disponíveis para análise pela comunidade científica.

Depois de 28 dias de testes com 108 voluntários saudáveis, os resultados parecem promissores. Além de ficar demonstrada sua segurança, os cientistas observaram que a vacina gerou anticorpos e linfócitos T nos voluntários.

O objetivo desta primeira fase de testes é verificar se as vacinas são seguras e se os pacientes as toleram bem. Esses resultados não significam que as duas vacinas necessariamente protejam contra a covid-19. A líder do projeto na China, Wei Chen, alertou que “ainda há um longo caminho a percorrer para que esta vacina esteja disponível para todos”.

Desde abril, a equipe chinesa realiza uma segunda fase de ensaios com cerca de 500 pacientes para definir a dose mais adequada para que a resposta imune proteja contra a infecção por SARS-CoV-2. Já a Moderna quer começar em meados do ano o ensaio definitivo de fase III, que verificaria se a vacina é útil para uso maciço no verão.

O virologista Florian Krammer, do Hospital Mount Sinai, em Nova York, estimou que algumas das vacinas chinesas poderiam completar essa fase final no último trimestre do ano. Nesta segunda fase do projeto chinês, serão incluídos pela primeira vez participantes com mais de 60 anos, um grupo de interesse especial em razão de sua suscetibilidade à covid-19.

1 comentário

  • A CHINA TEM PARCERIA COM CUBA E LIBEROU A PATENTE BIOTECNOLOGIA PARA OS CHINESES PRA PRODUZIR VACINAS

    A vacina da china é uma parceria com cuba, que há anos já faz investimentos em pesquisas na ilha caribenha. E então fez questão de liberar a patente biotecnologica para China produzir medicamentos no próprio pais. Os investimentos feitos e promovidos por Cuba são fenomenais mesmo sem estrututa e dinheiro, apesar dos recursos escassos se produz muita eficiencia em Saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *