DE VOLTA AO PASSADO: JUDICIÁRIO DIZ QUE, POR FALTA DE DINHEIRO, ELEIÇÕES DE 2016 NÃO TERÃO URNA ELETRÔNICA

images_cms-image-000469578

Acho que isso é só uma pressãozinha do Judiciário, mas seria interessante se a votação voltasse a ser na antiga cédula de papel. Pelo menos, os eleitores poderiam demonstrar novamente aquela velha criatividade que a urna eletrônica exterminou. Além disso, a apuração do votos voltaria a ter alguma graça. A notícia é do G1:

memem_8Uma portaria publicada no “Diário Oficial da União” desta segunda-feira (30) e assinada pelos presidentes dos tribunais superiores informa que o corte no orçamento do Judiciário vai inviabilizar as eleições de 2016 por meio eletrônico.

Ao todo, o contingenciamento impedirá a utilização de R$ 1,7 bilhão do orçamento do Supremo Tribunal Federal (STF), Superior Tribunal de Justiça (STJ), Justiça Federal, Justiça Militar da União, Justiça Eleitoral, Justiça do Trabalho, Justiça do Distrito Federal e Territórios e Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A portaria é assinada por Ricardo Lewandowski, presidente do STF e do CNJ; Dias Toffoli, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE); Laurita Vaz, vice-presidente do STJ e presidente em exercício do conselho da Justiça Federal; Antonio Levenhagen, presidente do TST; William Barros, presidente do Superior Tribunal Militar; e Getúlio Oliveira, presidente do TJDFT.

A portaria desta segunda não explica os motivos que inviabilizarão o uso das urnas eletrônicas no ano que vem.

“O contingenciamento imposto à Justiça Eleitoral inviabilizará as eleições de 2016 por meio eletrônico”, diz o texto publicado.

16 comentários

  • Brasileiro

    É para não mostrar outro golpe do PT.

  • Valdeir Caires

    Isso é resultado de má gestão, Dilma e o PT faliram o Brasil!
    Incompetência da Sra Presidente “eleita democraticamente”, mas se o voto fosse impresso e ou manual seria outra história, veremos em 2018 (se o Lula não estiver atrás das grandes) uma surra mais histórica ainda, Lula vai ser o terceiro colocado e olhe lá. Primeiro colocado será Bolsonaro, seguindo de Aecio e terceiro entre Marina e a Lula.

  • Thiago

    Ou seja, voltaremos àquelas filas quilométricas dos tempos do voto em cédulas de papel.

    Acho que o sistema de urnas eletrônicas precisa sim, imprimir um comprovante em papel, mas voltar ao sistema anterior, é um tremendo retrocesso.

    Como já disseram aí, o Brasil está quebrado, está falido, os governantes só não admitem para não causar pânico.

    Um país que até poucos anos tinha um potencial enorme de crescimento conseguiu por tudo a perder, e não digo do PT, PSDB, PCDABOSTA, eu falo dos políticos de qualquer partido, que pensam em si próprios e em suas contas bancárias nos paraísos fiscais e se esquecem que tem um pais, um estado ou um município pra governar (se esquecem não, sabem que tem mas não se importam)

    Não temos mais ruas pra andar, como alguém me disse esses dias “As ruas de Jales estão tão destruídas que tem buraco na calçada, esperando vaga”

    E ainda dizem que Deus é brasileiro….

    Triste, muito triste mesmo.

  • resumo da ópera

    pura pressão para não se dar o comprovante impresso… voto em papel não interessa a ninguém, muito menos ao TSE, a não ser a uma ala retrógrada da sociedade que deve desejar o fim dos privilégios aos portadores de necessidades especiais, depois pedirão a revogação do estatuto da criança, do estatuto do idoso, do código de defesa do consumidor, do desarmamento…

  • Dilma e a crise

    Com tantos casos de corrupçao e desvios de dinheiro com prejuizo às empresas do governo especialmente a Petrobras. o país esta’ com uma divida imensa mergulhado numa crise economica e politica.
    Mas o pais nao sentiu os sinais fortes da crise pois tínhamos uma reserva (poupança) “guardada” porem esta’ acabando e so’ no ano que vem, vamos sentir o pior
    A Dilma conta com a volta da CPMF para pagar o rombo do governo porem acho muito dificil pois o povo nao suporta mais o aumento dos impostos
    No ano que vem deveremos ter a saida do Cunha e possivelmente da Dilma sendo que podera’ resolver (em parte) a crise ou continuar

  • EVANDRO

    Parabéns ao PT por mais um retrocesso.

  • Fern@ndinho

    Acabou a farra da manipulação dos resultados!
    PT nunca mais…

  • Antenado

    Que assim seja… Aí sim teremos uma eleição transparente e sem mutreta.

  • Anônimo

    Eleição transparente e sem mutreta com cédulas de papelzinho? Mas essas cédulas não foram abolidas exatamente porque ofereciam mais brechas para a fraude? O problema não são as urnas, não são as cédulas; o problema é a falta de vergonha na cara das mentes corruptas mesmo.

  • Rogério

    Eu duvido que o custo de uma eleição manual seja tão inferior quanto a das urnas eletrônicas! Sem contar que as urnas não são descartáveis, onde estão elas? No meu ponto de vista tem deputado “dono de gráfica ” que está sendo privilégiado nesta história.

  • Moro

    Mais uma conquista do PT!!!
    Como nunca antes, o Brasil está retornando aos anos 90.
    Parabéns ao PT e aos seus eleitores!!!!
    Brasil, um país de tolos.

  • Jaleense

    um absurdo ainda ter gente que pensa que voto em papel é mais seguro… em que mundo estas pessoas estão? em que ano? em que século? daqui a pouco vai ter gente defendendo viajar de jegue pq é mais seguro que carro e avião…

  • Farrista

    Acabou a palhaçada hein, pelo menos nas eleições municipais, vamos ver se terão peito pra fazer o msm nas federais

  • Macaco Prego

    Cédulas de papel? Vamos voltar aos tempos das charretes.

  • Fern@ndinho

    Prefiro a fila para votar a utilizada para comprar alimentos, como vemos na Venezuela.
    Com as cédulas, muitas pessoas estarão conferindo os votos, enquanto que com a urna eletrônica; como no caso da última eleição, apenas 23 pessoas conferiram o processo de apuração e mais engraçado, com a presença de um empreiteiro…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *