ITAMAR BORGES CONTINUA DE FORA

Em dezembro do ano passado, o ex-prefeito de Santa Fé do Sul, Itamar Borges, estava escalado para entrar em campo como titular de uma cadeira da Assembléia Legislativa, mas uma jogada no tapetão o encaminhou para o banco de reservas. Um dia antes da diplomação, o TRE de São Paulo resolveu, com base na Lei da Ficha Limpa, anular os votos que haviam sido dados ao ex-prefeito de Barretos, Uebe Rezek, que também havia sido candidato a deputado estadual pelo PMDB, o mesmo partido de Itamar. Por conta disso, o coeficiente do PMDB diminuiu e lá se foi a vaga do beijoqueiro Itamar.

Uma das esperanças do ex-prefeito de Santa Fé do Sul, para voltar ao time titular, era o julgamento de uma liminar que Uebe Rezek havia apresentado ao Supremo Tribunal Federal, pedindo a suspensão da Ação por Improbidade Administrativa que o incluiu entre os candidatos fichas-sujas.

Pois bem, notícia do site Região Noroeste, desta segunda-feira, nos dá conta de que o presidente do STF, ministro Cesar Peluso, indeferiu o pedido de liminar apresentado por Uebe Rezek, que continua com a ficha suja, pelo menos até o julgamento do mérito da Ação por Improbidade. Desse modo, os votos obtidos por Uebe nas eleições de 2010 continuam no rol dos não-contabilizados e, por conta disso, Itamar continua no banco de reservas.

Mas ainda existem outras possibilidades do beijoqueiro conseguir sua cadeira, e ele, pelo jeito, não está disposto a entregar os pontos.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *