MPF ADULTEROU DIÁLOGOS DE JOESLEY E TEMER, DIZ JUIZ FEDERAL

Isso mostra que, na Justiça Federal, temos juízes – felizmente, a maioria – que julgam com base nas provas. Por mais que não gostemos do Vampirão, não é justo que se coloque em sua boca palavras que ele não disse. A notícia é do portal Consultor Jurídico:

O juiz Marcos Vinícius Reis Bastos, da 12ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal, absolveu nesta quarta-feira (16/10) o ex-presidente Michel Temer. Ele era acusado de “obstrução de Justiça” por causa de uma conversa com Joesley Batista, dono da JBS. De acordo com a decisão, não houve crime no diálogo. A sentença é pela absolvição sumária e arquivamento do processo.

O magistrado não viu na denúncia nada semelhante ao que o então procurador-Geral da República Rodrigo Janot divulgou à imprensa no dia 17 de maio de 2017.

Naquela ocasião, para supervalorizar a gravação feita pelo empresário Joesley em conversa com o então presidente da República, o procurador afirmou que o emedebista estimulara a compra do silêncio de Lúcio Funaro.

Ao criticar a denúncia do Ministério Público, Reis Bastos evidenciou que o MPF editou a transcrição do diálogo, adulterando o seu sentido.

“A prova sobre a qual se fia a acusação é frágil e não suporta sequer o peso da justa causa para a inauguração da instrução criminal”, afirmou o juiz, para concluir que “o diálogo quase monossilábico entre ambos evidencia, quando muito, bravata do então Presidente da República, Michel Temer, muito distante da conduta dolosa de impedir ou embaraçar concretamente investigação de infração penal que envolva organização criminosa”.

Em determinado trecho da decisão, o juiz compara a transcrição do diálogo feita no laudo pericial com a edição feita por Janot: “Por sua vez, a denúncia transcreve o mesmo trecho do áudio sem considerar interrupções e ruídos, consignando termos diversos na conversa, dando interpretação própria à fala dos interlocutores (…)”.

Depois de comparar as versões do mesmo diálogo, o juiz aponta outras distorções: “No trecho subsequente das transcrições — principal argumento da acusação quanto ao crime de obstrução da justiça — a denúncia, uma vez mais, desconsidera as interrupções do áudio, suprime o que o Laudo registra como falas ininteligíveis e junta trechos de fala registrados separadamente pela perícia técnica que, a seu sentir, dão — ou dariam — sentido completo à conversa tida por criminosa”.

2 comentários

  • Lula, Dilma e Temer

    A situação de Temer é igual a do Lula (preso) pois Temer é réu em 8 processos. Neste ano, Temer esteve preso por 2 ocasiões, na Lava Jato. Temer é acusado pelo MPF de receber propina relacionada a um contrato firmado entre a estatal Eletronuclear, responsável pelas obras da usina de Angra 3, e as empresas Argeplan —dele e do seu sócio, o coronel João Baptista Lima Filho—, AF Consult e Engevix. Ele nega tudo isso! Temer e Lula eram sócios na roubalheira porque o PT precisava do PMDB para governar, aprovar tudo no congresso portanto roubaram juntos. O PMDB salvou o Lula, no caso do Mensalão. Foi ai que começou a parceria!
    O PMDB cresceu e achou que não precisava mais do PT. Na época da Dilma, provocaram um impeachment para que Temer, então vice, assumisse o governo. Tiraram Dilma. Os petistas xingaram muito o Temer. kkkkkkkkk
    Agora, Lula está saindo cadeia depois de 1 ano e meio preso. Dilma está sendo processada, bem menos do que Temer. A vida continua. Cada um para si

  • Qua

    o juiz entendeu assim pq era o Temer…queria ver se fosse um ser “mortal”….se não estaria trancafiado já….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *