NO PAÍS DAS PRIMEIRAS-DAMAS

O Ministério Público está acionando a primeira-dama de São José do Rio Preto, Eliana Lopes, sob a acusação de que ela mantém uma funcionária “fantasma” como assalariada do Fundo Social de Solidariedade de lá. Agora a novidade: a suposta “fantasma” seria também uma primeira-dama. Vejam a notícia do Diarioweb:

O Ministério Público ingressou com ação civil pública contra a primeira-dama de Rio Preto, Eliana Lopes, por suposto ato de improbidade administrativa por conta de “favores políticos.” Ela é acusada pelo promotor de Justiça Sérgio Clementino de manter no Fundo Social de Solidariedade a servidora “fantasma” Mirian Giselle Pantano, que é primeira-dama de Bálsamo. O prefeito José Soler Pantano é aliado do prefeito Valdomiro Lopes (PSB).

Além de Eliana e Mirian, são alvos na mesma ação as servidoras Helena Marangoni e Sueli Veloso, que teriam sido coniventes com a irregularidade. De acordo com o promotor, a nomeação de Mirian como comissionada foi um “expediente para permitir que a mesma recebesse vencimentos sem a necessidade de cumprimento de seu horário de trabalho.” Ainda segundo o promotor, “tratou-se de um plano engendrado com intuito de beneficiar Mirian em prejuízo do interesse público.”

Mirian é servidora concursada do Banco do Brasil e assumiu cargo em comissão na Prefeitura por meio de convênio. O promotor pede à Justiça a condenação de Eliana, Helena e Sueli ao pagamento de multa de até duas vezes o valor do dano ou até 100 vezes o valor do salário recebido por elas, perda da função pública e a suspensão dos direitos políticos por até oito anos.

Quer continuar lendo a notícia do Diarioweb? Então, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *