O MIMIMI DA MULHER DE SÉRGIO MORO, “TRAÍDA” PELA MÍDIA AMIGA

O casal Moro não suporta nada que não seja elogio. Do jornalista Kiko Nogueira, no DCM:

A mulher de Sergio Moro criticou a imprensa em sua conta no Instagram .

Rosângela postou a foto de um cacho de bananas em cima de uma edição da Folha.

A legenda: “Imprensa… para o bem e para o mal. Separam o joio do trigo e publicam o joio.” 

Rosângela está brava com a revelação de que o marido recebe auxílio moradia apesar de viver a três quilômetros do lugar onde trabalha na Justiça Federal do Paraná.

A advogada estava tão contrariada que se deu ao trabalho de pesquisar uma capa do jornal em comemoração a seus 95 anos para fazer sua montagem. Ódio no coração.

Certamente pensou inicialmente em algo mais malcheiroso que o fruto partenocárpico, mas se conteve (o marido a deteve, talvez?).

Rosana não suportou um dia de noticiário destoante da bajulação de sempre da mídia amiga e abriu o bico. 

É evidente que dói nela mais do que em Lula, que apanha desde 1979 e nos últimos cinco anos foi acusado de todas as barbaridades possíveis e impossíveis — pelos jornais em conluio com Moro.

Ela não esperava virar vidraça jamais.

Rosângela está começando a ver que a festa acabou. Adeus capas de revista, adeus entrevistas, adeus premieres com tapetes vermelhos.

Nem Merval Pereira estendeu a mão nesse momento. Ao contrário, acusou Moro de ter usado um “argumento tosco” para se explicar do penduricalho.

Seu lamento soa um pouco como o de Norma Desmond, a atriz decadente de “Crepúsculo dos Deuses”, ao falar de seu esquecimento. “Não fui eu quem diminuí — os filmes é que ficaram pequenos”, diz ela, os olhos perdidos.

Rosângela e Sergio foram transformados em celebridades. O problema é que acreditaram que isso fosse verdade. Por isso machuca quando um velho parceiro sai do script.

A fila anda. É hora de encarar Sergio e lembrar: “Sempre teremos Curitiba”.

11 comentários

  • Pagador de impostos...

    Cardosinho, se ter casa própria e receber auxílio moradia é ilegal, faça uma matéria sobre juízes e promotores de Jales que possuem casa própria e recebem auxílio moradia…..(99% dos juízes e promotores recebem)….pq a pegação de pé do Sérgio Moro????

    • Publicar o que me convém.

      Quero ver ele ter “SACO” prá isso, também tem funcionário público da família na ativa.
      Tempos de CAPARROZ:
      Veterinário da CATI.
      Sabem prá onde foi transferido ?
      VALE do RIBEIRA.
      Já pensou deixou o conforto do lar, e morar em uma região considerada a mais pobre do Estado.
      À de se pensar, o que se publuca, ou não ?.

  • É o que eu sempre digo,juiz receber auxílio-moradia,entre outros auxílios,é uma forma de corrupção disfarçada.Daqui a pouco vão criar o auxílio paletó e gravata.
    No meu tempo(?),quem precisava de auxílio (adjutório) era andarilho.

    • Estude mais

      Então va até o Fórum de Jales, e reclame isso aos próprios interessados, é tão fácil, é de livre arbítrio seu.
      Sabes o que estudar para chegar a nível de juiz ?.
      Fica ai no buteco tomando cachaça, sabes qual seras o seu fim, e bem rápido, Av. da Saudade

  • Penduricalho "do caralho"

    Certamente o que a esposa de Moro pensa, não me interessa porem essa lei foi criada na época do PT, e não houve reclamações de ninguém.
    Foi uma forma vergonhosa de se aumentar os salários dos magistrados chamado de penduricalho porem isso foge da discussão do aumento efetivo desta categoria.
    Fica claro que a Folha quis pegar no pé de Sergio Moro e do Bretas porem neste domingo, o jornal publica que quase a metade dos juízes de SP tem casa própria e alguns tem 60, 20 imóveis na capital.
    Parecia que só Moro e Bretas recebem o penduricalho como os petistas querem demonstrar pois querem se vingar do Moro que mandou prender os companheiros que roubaram a Petrobras.
    Esqueceram que Policia Federal, MPF, Moro, TRF-4, STJ e agora o STF vão condenar Lula

  • Dilma faz besteiras, Glesi fala besteiras

    Na contramão das críticas petistas em relação ao pagamento de auxílio-moradia para o Judiciário, a Dilma abriu, em um dos seus últimos atos de governo, em 2016, um crédito extraordinário de R$ 419,4 milhões para gastos com residências de membros dos Poderes Judiciário e Legislativo.
    À época, Dilma justificou o envio da medida provisória “pelo fato de que o não pagamento dessas despesas inviabilizaria o regular funcionamento dos poderes”.
    Na Medida Provisória 711, de 2016, Dilma alegou “relevância e urgência”. Porém, crédito extraordinário é destinado ao atendimento de despesas urgentes e imprevisíveis, como em caso de guerra, comoção interna ou calamidade pública.
    Ex-ministra de Dilma e presidente do PT, Gleisi Hoffmann usou o Twitter para atacar o juiz Sérgio Moro após ele ter justificado que o benefício compensa a falta de reajuste salarial. “Que vergonha esse argumento!”, disse.
    Falou asneiras, como sempre!

    • Você e a sua mania de achar que tudo é culpa do PT. Dilma foi obrigada a incluir essa despesa no orçamento porque o auxílio-moradia foi estendido a todos os magistrados, procuradores, etc – independentemente de terem ou não moradia própria – por uma liminar concedida pelo ministro seresteiro Luiz Fux. Se a Justiça manda pagar, o Executivo tem que se virar. Aqui em Jales, por exemplo, a Justiça mandou a Prefeitura pagar preço de Avenida Paulista para cada metro quadrado dos dois terrenos expropriados da família Jales. E a Prefeitura teve que se virar e pagar.

      Sobre o argumento do juiz Sérgio Moro, não foi apenas a presidenta do PT que o achou vergonhoso. Merval Pereira, colunista de “O Globo”, conhecido por suas posições sempre contrárias ao PT e favoráveis a Sergio Moro, classificou de “tosco” o argumento do juiz.

      Para refrescar algumas memórias, eis o que escreveu a jornalista Helena Chagas, sobre o auxílio moradia:

      “A emenda saiu pior que o soneto na resposta em que o juiz Sérgio Moro justificou o recebimento do auxílio-moradia por ele e por outros juízes com casa própria como um salário indireto para a categoria, sem reajuste nos últimos anos.

      O problema é que essa já deveria ser uma questão superada desde 2005, quando o então presidente do STF, Nélson Jobim, conseguiu convencer o então presidente Lula a enviar ao Congresso e – e aprovar – um plano de reestruturação de carreira para os magistrados – justamente para acabar com o auxílio-moradia.

      Quando foi conversar com Lula no Planalto, naqueles idos de 2005, Jobim abriu o jogo: o auxílio-moradia, um “abacaxi”, era de fato uma gambiarra que servia como complementação salarial para os juízes, que na época ganhavam em torno de R$ 12 mil. O justo era acabar com isso, reestruturando a carreira, aumentando o salário e preservando o auxílio apenas nos casos de transferência de magistrados para lugares distantes.

      Lula concordou que juiz tinha que ganhar bem, e não por subterfúgios ou penduricalhos. Acionou seu então ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, que ajudou a formatar a proposta e incluí-la no orçamento da União. O Congresso aprovou e a República achou que tinha ficado livre do auxílio-moradia dos juízes – até que ele voltou a ser universalizado, por decisão do ministro Luiz Fux, do STF, em 2014”.

  • Jaleense

    acho que a esquerda dá um valor imenso no que esse Merval fala ou deixa de falar, o cara é ruim, ruim de dicção, ruim de idéias, só sabe cuspir e esbravejar… não tem diálogo e não sabe debater, não representa nada pq nada tem para apresentar, joguem na vala do esquecimento, é patético, zero… escutemos quem realmente agrega ao pensamento contemporâneo…

  • Dilma fez besteiras, Glesi fala besteiras (2)

    Cardozinho
    Eu realmente acho que a maioria dos problemas atuais são culpa do PT porque ele ficou 13 anos, no poder. Na sua noticia, parece que esse beneficio, assinada por Dilma, só beneficiou Moro quando quase a metade dos magistrados, procuradores, juizes etc recebem essa maracutaia.
    Se esse beneficio e tantos outros existem a anos porque só agora, a turma do PT está chiando? Porque a turma do PT não acabou com essas mordomias, enquanto era governo?
    O PT foi vidraça, por muitos anos, e agora, quer jogar pedra, na vidraça?

    • O benefício existe há tantos anos? Parece que vc é do tipo que só quer entender aquilo que lhe interessa. O benefício existe há muitos anos para quem não tem imóvel na cidade onde trabalha. Como está bem explicado, foi A PARTIR DE 2014 que o auxílio-moradia passou a beneficiar aqueles que não se enquadravam na regra, graças à liminar do ministro Fux. É preciso deixar claro, também, que o benefício não é automático. Para passar a recebe-lo, magistrados, procuradores, etc, precisam requerer o benefício. Existem muitos juízes, promotores e procuradores que não requereram o benefício. O jornal A Cidade, de Ribeirão Preto publicou, no domingo, o caso de um promotor daquela cidade que não recebe o auxílio-moradia porque entende que o salário que ele ganha já é suficiente para viver e morar bem.

  • Dilma fez besteiras, Glesi fala besteiras (3)

    Além de salários invejáveis, autoridades do Judiciário, Legislativo, Ministério Público e Tribunal de Contas têm uma lista de benefícios que faz com que os contracheques somem valores bem acima dos R$ 33,7 mil estabelecidos pela Constituição Federal como teto salarial do serviço público em todo país.
    As regalias incluem auxílio-moradia de R$ 4,3 mil, auxílio-saúde correspondente a 10% do vencimento – pago aos magistrados e membros do MP e TCE.
    Uma resolução autoriza a licença remunerada para conselheiros, titulares e substitutos estudarem no exterior para isso estabelece o pagamento de diárias de US$ 400 (cerca de R$ 1,3 mil) e férias de 60 dias por ano.
    Recebem ainda, o Auxílio-livro, são R$ 13 mil anuais para a compra de livros jurídicos e material de informática como ainda, o Auxílio-alimentação, correspondente a R$ 884, além do lanche que é servido diariamente aos desembargadores. Tem um carro oficial com motorista, a sua disposição.
    No Legislativo, vereadores e deputados recebem dois salários extras, no período de quatro anos, para comprar terno e gravata.
    Esses benefícios existem a anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *