PREFEITOS BUSCAM SOLUÇÃO PARA CONVÊNIOS CANCELADOS NA ÁREA DO TURISMO

Primeiro se falou que os convênios foram assinados às pressas pelo governo anterior, com a documentação incompleta. Agora, se diz que o problema foi a falta de reserva orçamentária. O fato é que Jales já contava com R$ 600 mil para reformar o Teatro Municipal, mas… Da assessoria de imprensa do bigodudo Itamar Borges:

Nesta segunda-feira, 4 de fevereiro, o deputado Itamar Borges, presidente da Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa, participou da reunião da Associação dos Municípios de Interesse Turístico do Estado de São Paulo (AMITESP), com os secretários Vinicius Lummertz (Turismo) e Marco vinholli (Desenvolvimento Regional).

O encontro foi organizado pela presidente da AMITESP, Daniela de Cássia Santos Brito (prefeita de Monteiro Lobato), e teve como objetivo buscar alternativas para o cancelamento de 159 convênios assinados com Estâncias turísticas e Municípios de Interesse Turístico.

Segundo o secretário do Turismo, Vinicius Lummertz, os convênios foram assinados, mas não foi feita a reserva orçamentaria. “Os recursos não foram empenhados. Por isso, tivemos que cancelar todos os convênios” complementou.

O deputado Itamar, que foi prefeito por três mandatos, falou sobre as dificuldades enfrentadas pelos gestores municipais com o cancelamento. “A prefeita Daniela, presidente da AMITESP, está de parabéns pelo empenho na busca de soluções para esta questão e a realização desta importante reunião. Precisamos encontrar alternativas para que os convênios sejam assinados novamente, mas sem prejudicar o orçamento de 2019 para os municípios. Uma forma, é a realização de uma suplementação orçamentária para a Secretaria”, afirmou.

Itamar reforçou uma posição que tem há muitos anos e sempre defende nas reuniões da Comissão de Turismo. “O orçamento da Secretaria de Turismo é muito baixo. É desproporcional com o tamanho do potencial do Estado e as riquezas que o turismo pode gerar para o povo paulista. Vamos continuar trabalhando para aumentar esse orçamento e criar novas iniciativas de fomento ao turismo”, finalizou.

5 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *