SECRETÁRIOS DE EDUCAÇÃO REPUDIAM INSTRUÇÃO DO MEC COM SLOGAN DA CAMPANHA DE BOLSONARO

Antes da notícia, devo dizer que o ministro olavista Vélez Rodrigues – que o Alexandre Garcia acha um gênio – já voltou atrás hoje. Ele está dizendo, agora, que a cantoria do hino será voluntária e retirou do seu comunicado a parte que recomendava a leitura do slogan do Bozo. Deu no Brasil 247:

O Ministério da Educação (MEC) enviou ontem para todas as escolas do País um e-mail pedindo que seja lida uma carta aos alunos, professores e funcionários com o slogan da campanha de Jair Bolsonaro: “Brasil acima de tudo. Deus acima de todos.” O comunicado recomenda ainda que todos estejam “perfilados diante da Bandeira do Brasil” e seja tocado o Hino Nacional. Por último, pede que as escolas filmem as crianças nesse momento e enviem os vídeos ao governo. 

Segundo relata o jornal Estado de S.Paulo, a medida provocou reações no meio educacional e entre pais de estudantes. O Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Educação (Consed) disse, em nota, que a ação fere não apenas a autonomia dos gestores, mas dos entes da Federação. 

“O ambiente escolar deve estar imune a qualquer tipo de ingerência político-partidária”, disse o Consed. Para o órgão, o Brasil precisa, “ao contrário de estimular pequenas disputas ideológicas na Educação, priorizar a aprendizagem”.

A secretaria de Estado do governo de Pernambuco também rechaçou a medida. Veja a nota abaixo: 

1 comentário

  • O exemplo tem que vir de cima!

    O ministro parece ter boa intencao em querer a volta do patriotismo aos estudantes. Porém a sociedade está cansada de ver a roubalheira dentro dos governos, a muitos anos, e não aceita mais esse patriotismo
    Os governos dos Estados cujas secretarias não querem obedecer são do posição a bolsonaro.
    Estão misturando patriotismo com política.
    E’ lamentável!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *