VEREADORES RECLAMAM DA DEMORA NO INÍCIO DAS ATIVIDADES DO CENTRO DIA IDOSO

O Centro Dia Idoso, que recebeu o nome do falecido farmacêutico Alfredo Augusto de Oliveira Gonçalves, o saudoso “Barão”, voltou a ser assunto na sessão da Câmara Municipal de segunda-feira passada, 07. O motivo é o mesmo de sempre: a demora para botar o Centro em funcionamento.

Há algum tempo, é interessante lembrar, o vereador Tiago Abra foi ao Ministério Público para reclamar da demora. Até onde se sabe, o MP teria instaurado um inquérito para apurar os motivos que estão impedindo o tal Centro – uma espécie de creche para idosos – de iniciar suas atividades.

E na segunda-feira, um requerimento dos vereadores Macetão, Tupete e Tiago Abra foi discutido e aprovado pelos nobres edis. Nele, os vereadores querem saber quais as providências que a administração Flá Prandi tomou para viabilizar o funcionamento do Centro. Macetão, por sinal, aproveitou a discussão para dizer que “o prefeito Flá está se lixando para os idosos”.

A implicância dos nossos nobres edis é justificável. Afinal, já faz um bom tempo que o prédio ficou pronto. Tanto tempo que até já mudou de cor, como se pode ver nas fotos lá de cima.

Em maio deste ano, o jornal A Tribuna publicou matéria do Alexandre Ribeiro Carioca, informando que a Prefeitura faria uma inauguração “fake” do Centro. A inauguração de mentirinha tinha o objetivo de evitar que a Prefeitura tivesse de devolver os recursos destinados pelo governo estadual – coisa de R$ 600 mil – para a obra.

A matéria dizia, também, que o prédio já estava pronto há 18 meses. Ou seja, se as contas estiverem corretas, em breve o prédio completará dois anos, sem, no entanto, entrar em funcionamento.

Em tempo: durante a discussão do requerimento, o vereador Tiquinho – presidente da Câmara – disse que os recursos para a construção do Centro Dia Idoso foram obtidos pela ex-prefeita Nice Mistilides. Na verdade, quem intermediou a conquista dos recursos foi o então assessor da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, Flá Prandi.

A foto ao lado mostra o secretário Rodrigo Garcia, o assessor Flá Prandi, e o então prefeito Humberto Parini, durante o anúncio da liberação dos recursos, em novembro de 2012. Flá tinha acabado de perder as eleições para sua adversária Nice Mistilides, que tomaria posse dias depois.  

3 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *