MEC DIVULGA PORTARIA COM SANÇÕES CONTRA UNIVERSIDADE BRASIL

A notícia é do UOL:

O MEC (Ministério da Educação) aplicou sanções à Universidade Brasil após o início de investigações sobre fraudes no Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) envolvendo o curso de Medicina.

Em setembro, a instituição de ensino foi alvo de uma operação da PF (Polícia Federal) e de pedido de abertura de inquérito por parte do MPF (Ministério Público Federal).

Em portaria publicada na edição de hoje do DOU (Diário Oficial da União), o MEC aplicou medidas cautelares à universidade. Entre elas, está a proibição de transferência ou entrada de novos alunos no curso de Medicina.

Também foi suspensa a participação da instituição no ProUni (Programa Universidade para Todos) e no Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego), e de celebração de novos contratos do Fies.

A Universidade Brasil é alvo de investigações e ações da Procuradoria da República em Jales (SP) por irregularidades na criação e no preenchimento de vagas no curso de Medicina em Fernandópolis (SP).

Na portaria de hoje, o MEC determina que a Universidade Brasil faça a divulgação das sanções em sua página na internet. Procurada pela reportagem, a instituição de ensino ainda não se manifestou.

1 comentário

  • A massificação do ensino brasileiro. Caiu a qualidade e fiscalização. Aumentou a quantidade

    Certamente o MPF e a PF deram um atestado de incompetência ao MEC quando prendeu o dono e seu filho da UB. Onde estava o fiscal do MEC? Que os alunos não procuraram!
    O governo não quer investir no ensino da graduação. Não tem interesse. Entregou aos empresários e se propôs a fiscalizar a qualidade. Temos 2.066 faculdades, universidades e centros universitários , apenas 35 tiveram nota máxima (1,6%) de qualidade. No caso, não conseguiu fiscalizar a quantidade de alunos, no curso de medicina!
    Há muitos anos “rola” muita propina neste meio. O governo sabe disso. Alem disso, os bons “fiscais” não conseguem fiscalizar tudo.
    A verdade é que abre-se muito fácil uma faculdade, no Brasil! Estamos piorando pois o governo parece cair fora disso. Pois Jair Bolsonaro quer implementar um sistema de autorregulamentação do ensino superior privado.
    Atualmente, para que uma faculdade receba autorização para inaugurar um curso, ou, para que um já existente continue em operação, a instituição privada deve passar por um complexo sistema de avaliação de qualidade e supervisão.
    Assim, um baixo desempenho pode resultar no fechamento do curso ou impedir sua participação no Fies, programa para financiamento estudantil. Dificilmente isso, acontece!!! O governo não tem interesse em fechar nenhuma faculdade pois envolve muitos alunos.
    A ideia é reduzir a atuação do MEC, nos processos. Na medida que o setor se autorregular, o Estado vai intervir menos. A qualidade é um problema do aluno. O mercado vai regular os bons e os maus profissionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *