ENCHENTES

Reproduzo abaixo, trechos do email que me foi enviado pelo amigo Chico Melfi, a respeito das enchentes em São Paulo:

Digo e repito: o papel da chuva é chover, do governador e dos prefeitos fazer obras de drenagem e macro-drenagem e da imprensa é denunciar as omissões governamentais sejam tucanos ou não os seus mandatários.

Pois bem, todos os alagamentos, inundações e transbordamentos de rios, no Estado de São Paulo, e especialmente na capital e arredores, são decorrência dos ridículos investimentos realizados em drenagem e macro-drenagem, pelos sucessivos governos tucanos e do DEM (prefeitura da capital).

Se esses governantes fossem do PT, as denúncias seriam diárias – como ocorreu com a Marta Suplicy. Nessa ocasião, a imprensa não falava que a chuva provocara inundações. Ela denunciava a prefeitura pela não realização da obra A ou B e martelava nisso o tempo todo.

Ao contrário, durante todo o período de governos tucanos, a imprensa só sabe repetir que a culpa de todos os alagamentos e inundações é da chuva. É só ver as manchetes e submanchetes diárias, nesse período do ano.

A imprensa deveria saber que existe um Plano Diretor de Macrodrenagem da Bacia Hidrográfica do Rio Tietê, que completou 12 anos em dezembro de 2010. 

A imprensa deveria colocar dois ou três bons jornalistas para escarafunchar esse Plano Diretor e ir atrás de informações sobre o estágio atual da sua implementação.

Como estou certo de que encontrará muita omissão dos governos tucanos, a imprensa deveria denunciar o governo do Estado de São Paulo e a Prefeitura da capital, levando a opinião pública a pressionar esses governos, parlamentares e entidades da sociedade civil para que as obras necessárias sejam realizadas sem mais protelação.

Mas como a imprensa fará isso se parte dela está comprometida até a medula com os sucessivos governos tucanos e do DEM?

Como eu acho que as Organizações Serra (Globo, Folha, Estadão e Veja, entre outros) não cumprirá o seu papel institucional, então continuaremos com o “reme-reme” de que a chuva – Deus – é a responsável pelo inferno em que é transformada a capital e municípios da Região Metropolitana de São Paulo.

E o Sanakan pergunta: 

– Como é que tem gente que ainda paga pra ser enganado, assinando a Folha, o Estadão e a Veja?

5 comentários

  • Cardosinho, parabéns pelo blog.
    Quero dizer também que não vejo problema na assinatura de jornais ou revistas e sim como devemos “olhá-los”. É importante que tenhamos conhecimento de tudo o que se pratica por aí… Muito bom que todos possam ler o JJ, A Tribuna e e Folha Noroeste e que saibam que o tiroteito só acontece por causa das verbas da publicidade legal. Abraços

    • Renato, obrigado por acompanhar o blog. Também tenho visitado o teu blog e aprendido coisas. Eu não sabia por exemplo, que o Mário Lago tinha roubado a namorada do Noel Rosa, a famosa Ceci, que foi a inspiração para “Último Desejo”, uma obra prima do poeta da Vila. Fiquei sabendo através do teu blog. Quanto a verba publicitária aqui em Jales, ela praticamente não existe e não justificaria nenhum tiroteio. Prá você ter uma idéia, em 2008 a Prefeitura investiu apenas R$ 30 mil em publicidade e, em 2009, criou uma secretaria de Comunicação que, se forem preenchidos todos os cargos, vai custar R$ 180 mil por ano.

  • Paulo Reis Aruca

    Que êh isso RCP? Tire A Tribuna da vala comum! Essa régua não serve para nos medir! Verba publicitaria legal? A Tribuna publicava os atos legais do governo Rato/parini e era seu maior critico!
    Melfi, entao para acabarmos com as enchentes em sp, basta elegermos o PT p/ governar o estado!!!

  • Alexandre Ribeiro

    Com licença, Valdir, mas o seu texto dá a entender que a tal imprensa é um corpo único e inteiro sob uma só coordenação ou cérebro que segue uma única direção. Já passou da hora de engavetar isso, não acha? Você mesmo sabe muito bem que não é assim. OU no tempo que era colunista, ouviu falar de alguma coordenação para formular uma campanha a favor ou contra algum político?
    A frase “a imprensa deveria colocar dois ou três bons jornalistas para escarafunchar esse Plano Diretor e ir atrás de informações …” dá a entender que “imprensa” é o nome de um cara bigodudo e fumador de charuto, que fica sentado na mesa de um grande escritório de onde comanda todos os jornais, revistas, rádio e TVs.
    E você está careca de saber que isso é fantasia das esquerdas.

    • Preclaro Alexandre,o texto não é meu e, prá falar a verdade, não sei de quem é. Ele me foi mandado pelo “seu” Chico Melfi e eu, por achá-lo interessante, publiquei alguns trechos. Não quer dizer que eu concorde inteiramente com ele. E acredito que o Chico Melfi – que é um homem da imprensa e fundou vários jornais na região – também não acha que a culpa de todos os nossos males seja a imprensa. Agora, que a Veja, o Estadão, a Folha e a Globo escolheram um lado durante a campanha eleitoral e praticaram a desinformação,não resta a menor dúvida. O Estadão, pelo menos foi mais honesto e assumiu isso em editorial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *