A VERSÃO DE PARINI PARA O DESCASO COM O PARQUE DAS FLORES

O prefeito Humberto Parini usou a rede social Facebook para dar explicações sobre a falta de asfalto em algumas ruas do Parque das Flores. Instado por um internauta, o Vinícius Neris, a dar sua opinião a respeito da matéria veiculada na TV Record, o nosso premiado estadista (ou quem escreve por ele) saiu-se com a seguinte versão:

“Boa noite Vinicius, eu vi conhecemos os problemas. O Parque das flores foi loteado na década de 80, como chácaras. Os lotes são distribuidos no tamanho de 5000 m2 ou mais. A Prefeitura não tem dinheiro para fazer asfalto e recursos de convenios do governo Federal e Estadual a fundo perdido não comporta porque não é um bairro de moradores pobres, tentamos fazer com os proprietários pagando, fizemos um bom trecho da av. Flamboyan, metade dos moradores pagaram e a outra metade não quiz pagar, portanto é impossível se os proprietários não colocarem a mão no bolso, pois lá residem famílias de classe média em sua grande maioria. Jales tem um percentual pequeno de ruas sem asfalto secompararmos com Fernandópolis por exemplo. Agora porque a reportagem não mostrou o recapeamento que fizemos este ano no JACB na Cohab Arapuã nas avenidas principais, foi investido R$3.500.000,00 só este ano, e o asfalto que fizemos na Rua 19 no Jd. América. A imprensa de um modo geral e esse programa é sensacionalista, só mostra coisas negativas e as positivas que são maiores?”

Primeiro, é preciso deixar claro que a TV Record abriu espaço para que o prefeito, ou algum de seus assessores, desse as suas explicações, coisa que ele não fez. Segundo, que a matéria se refere à Avenida Resedá, no Parque das Flores II e ao Jardim do Bosque, enquanto o prefeito fala de outro setor do Parque das Flores e não diz nada sobre o Jardim do Bosque.

Terceiro, o prefeito cita o caso da Avenida Flamboyant, mas não conta que os moradores do Parque das Flores acionaram o Município na Justiça, já que eles pagaram por melhorias e não receberam. O caso já foi julgado pela Justiça de Jales, que condenou a Prefeitura e a loteadora, a Jalemi, a providenciarem as obras de infraestrutura.

Quarto, que, apesar de, segundo o prefeito, já terem sido investidos R$ 3,5 milhões em recape asfáltico, todos os dias ouvem-se, nas emissoras de rádio, reclamações sobre buracos.

Quinto e último: o prefeito bem que podia arrumar um ghost-writer um pouco mais competente.    

6 comentários

  • Anônimo

    Que tal pedir a ele um emprego, sr. Cardosinho.
    Deve ser um bom ghost-writer.

  • Professor

    esse Parini não tem jeito cara, tudo ele quer questionar e nunca fala com a imprensa, sai logo daí

  • Anônimo

    Quero convidar a população jalesense para dar um passeio pelo Parque das Flores…
    Tenho a certeza que todos ficarão horrorizados, que lugar feio, mal cuidado, abandonado, falta tudo. Tenho pena das pessoas que moram ali. Quanto descaso do poder público, tem buraco pra todo lado, mato, pedra, árvore caída, um verdadeiro caos. Se observarmos bem, qualquer um, com o mínimo de inteligência veria o potencial do lugar para se transformar em umas das áreas mais valorizadas da cidade, afinal de contas quem não quer morar num lugar calmo, repleto de árvores etc, mas, infelizmente, falta planejamento, falta vontade, falta cuidado, zelo…falta o mínimo, do mínimo, do mínimo…credo!!!

  • zÉ DAS cOVES

    Será que quando ele escreveu quiZ, ele quis dizer quiz (jogo de perguntas e respostas) ou quis??
    Não deve ser o prefeito que escreve, afinal, para um odontólogo, um erro desses é bem grave.

  • Anônimo

    MEU DEUS ONDE VAMOS PARAR?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *