CÂMARA ANALISA PROJETO QUE DOA TERRENO PARA A CÁRITAS DIOCESANA DE JALES

Na sessão de hoje, a Câmara de Jales deve começar a discutir o projeto de lei enviado pelo prefeito Humberto Parini, que doa um terreno de 4.313,79m² – localizado na Rua das Palmeiras, esquina com a Rua Figueira Grande, no Residencial São Lucas – para a Cáritas Diocesana de Jales. O terreno está avaliado em R$ 431 mil.

No local, a Cáritas pretende construir algumas benfeitorias e instalar um projeto social destinado a jovens dependentes de drogas, com idade entre 12 e 18 anos. Inicialmente, o projeto – que contará com recursos da Cáritas e do governo estadual – prevê o atendimento de 15 jovens do sexo masculino.

Não é a primeira vez que o prefeito Humberto Parini tenta passar aquele terreno adiante. Antes, ele já havia tentado doar aquele espaço para construção do novo prédio da escola estadual “Juvenal Giraldelli”, mas, depois de quase tudo certo, o governo do estado descobriu que a área estava reservada ao sistema de lazer do bairro e, educadamente, decidiu não aceitar a doação.

Escaldado, o prefeito Humberto Parini incluiu, no projeto de doação, um artigo que prevê a preservação da árvore chamada de “figueira grande”, existente no terreno. Mesmo assim, a doação já está gerando alguma polêmica: hoje cedo, no Antena Ligada, o doutor Wanderley Garcia saiu do obsequioso silêncio a que havia se entregado nos últimos tempos, para criticar o projeto do prefeito.    

12 comentários

  • Zé Mané

    Porque a diocese não doa aquele quarteirão em volta da Radio assunção pras Cáritas?? a Igreja só tem umas 40 escrituras em Jales. Tem aquele terreno sobrando na frente do Olices Lanches na rua 12.

  • anonimus

    A prefeitura pode fazer uma permuta de terrenos com a igreja católica como fez com a unimed, permutando hospital x facip… 450.000 pra tratar somente de 15???vale lembrar que o sistema unico de saude tem recursos pra esse tipo de tratamento…

  • ???

    Amigo Zé Mane, aquele terreno não pode nem ser habitado pois existe ali uma torre de transmissão do qual sua altura chega a se não me engano 105 metros de altura,inpedindo qualquer construção abaixo dela, para garantir a sua segurança e prevenir contra raios que podem atingir a mesma

  • Anônimo

    Que boa doação! Assim como a Igreja Católica, a Batista e as demais também podem requerer junto a administração terrenos para implantação de projetos, que tal?

  • anônimo

    terreno de 431 mil para projeto com apenas 15 jovens! espera aí, senhores vereadores, não é muito terreno pra pouco investimento? ATENÇÃO!!!

  • ANONIMO

    é tão lixo que ninguém quer, tem que doar mesmo, só assim pra alguém resolver construir alguma coisa aqui

  • ANONIMO

    inocentes … não vêem que estão sendo manipulados pelas notícias?

    “porque doaram este terreno? será que doar este terreno é certo ou errado? ” que tipo de questionamento sem fundamento é este? aonde isso vai levar? lugar algum! só vão ficar mais confusos se perguntando isso!

    subentender isso não é dar esclarecimento! é isso que todos que fazem política aqui querem , não tem diferença entre os lados, é tudo farinha do mesmo saco!!!

    desde quando isso é ajudar jales? ninguém faz nada por jales, é o sujo falando do mal lavado e sentando em cima do rabo, acabando com jales! acabando com as nossas esperanças e isso significa acabar com tudo que pode ser bom e que ainda vamos viver naquele espaço, antes a casa de deus do que o VAZIO do capeta!

    sinto vergonha de saber que a igreja é a ÚNICA INTERESSADA NO TERRENO E TAMBÉM A UNICA A TER DINHEIRO PRA CONSTRUIR ALGUMA COISA ALI E VINGAR.

    PORQUE EU VOU ME OPOR A ISSO?

    ACORDEM!

  • sem noção

    ????????????????????
    DA O TERRENO PRA MIM, PRA VC E NÃO CONSTROU, VC TA FALANDO BESTEIRA!!!!

  • Curioso

    Acho que a Diocese tem terrenos suficientes para não precisar desse.450000 p/ atender 15 pessoas não dá,né?

  • anonima

    Concordo com vc curioso…a Diocese tem tanto terreno que daria para construir mais de 3 centros para atender diversos segmentos…no entanto…querem esse também…é meus caros colegas ninguém dá ponto sem nó…como dizia a minha avó…é só ver propriedades que a mãozinha coça…kkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *