CASO FACIP 97: JUÍZA DEVE DECIDIR NOS PRÓXIMOS DIAS

Existia a expectativa de que pudesse ser hoje, mas o mais provável é que a juíza da 4ª Vara, Renata Vilalba Serrano Nunes, tenha deixado para a semana que vem a sua decisão sobre o cumprimento da sentença por parte dos réus do caso Facip 97. Como é de conhecimento público o TJ-SP enviou à Justiça de Jales, em abril, o processo que envolve o prefeito Humberto Parini, para que a sentença fosse cumprida. E, no caso de Parini, o cumprimento da sentença implica, entre outras coisas, na perda do cargo de prefeito.

Pelo que fiquei sabendo, o processo estava hoje na mesa da juíza. O Ministério Público fez a sua parte, cumprindo o papel de defensor da moralidade na administração pública. O STF já deu a resposta que lhe foi pedida. Agora, o caso está nas mãos da juíza, que, com certeza, vai atuar com sabedoria, imparcialidade e independência. Trata-se, como se sabe, de matéria julgada que, portanto, só aguarda o cumprimento da sentença.

De seu lado, o prefeito usou de todos os artifícios para “segurar” o processo e salvar seu mandato. Há quem garanta que ele se utilizou inclusive dos meios políticos para atrapalhar o trabalho da Justiça. E ele parece ter a certeza da impunidade. Nesta semana, convicto de que é inatingível, o prefeito  incumbiu um de seus principais assessores de dar um recado aos adversários:  “vai lá e diga aos meus adversários que eles podem parar de sonhar com a minha saída. Daqui ninguém me tira”.

Curiosamente, no mesmo dia o Judiciário jalesense deu uma demonstração de que não se curva diante das vontades dos políticos:  naquele dia, a juíza Renata indeferiu um pedido dos advogados do prefeito, que queriam a remessa do processo de volta a São Paulo, e abortou mais uma tentativa de “enrolar” a Justiça. 

O problema é que a certeza da impunidade parece ter contagiado muita gente. Nas ruas, as pessoas dizem que “isso não vai dar em nada; o Parini tem costas largas“. E um dia desses, uma das principais lideranças petistas da região me garantiu: “Esquece, Cardoso. O Parini não perde o cargo nem querendo“.  

Fico me perguntando o que faz esse pessoal ter tamanha segurança de que nada lhes acontecerá. E tenho a leve desconfiança de que o Judiciário vai colocar as coisas nos seus devidos lugares. Esperemos as novidades que os próximos dias nos trarão.

14 comentários

  • Davi de Mattos Barroso

    O Parini vem tentando através de seus advogados remeter os autos desta ação para o TJ na Capital Paulista. Cabe o ressalte que mesmo que o processo vá para São Paulo e lá decidam que o processo deve voltar para Jales (vá apenas dar uma passeada), lá se vai o resto do mandato do Parini.

    A tutela jurisdicional do TJ SP já se deu nos autos, tanto o é que existe certidão do trânsito em julgado nos autos.

    Não existem mais possibilidades de recursos nos autos. Todos os recursos existentes no processo civil já foram interpostos.

    O agravo regimento interposto no STF não terminará em nada, já que o STJ já decidiu a matéria ali alegada e qqr coisa corre na boca pequena que o PGJ do Estado de São Paulo atuará junto aos autos em Brasília, para acelerar alguma coisa.

    O MP fez novo pedido para cumprimento da sentença.

    Segunda-feira o Parini começa o dia como Prefeito de Jales, mas não sabe se chega ao final de semana assim.

    O mandato já está na UTI.

    A Juíza somente não cumprirá a sentença se não quiser, pois está tudo ali, preto no branco, folha por folha.

    Vamos lá.

    #assinasegundadoutora

  • JURANDIR

    DERRUBAR O PARINI É FÁCIL! QUERO VER DERRUBAR A PRIMEIRA DAMA.KAKAKAKAKAKAKAKAKAKA

  • Roberto Injustus

    Blogueiro, parece que você acredita em Papai Noel. Tá na cara que essa doutora renata fica arrumando desculpas pra não assumir a responsabilidade de cassar o parini parado. Da outra vez ela quis um sinal de ok do supremo. Agora ela vai inventar alguma outra coisa. Se fosse um zé ninguém, já tava preso.

  • Chica da Silva

    #assinalogodoutora

  • Martini

    Caro prefeito honesto.
    Lembra em seus momentos tão dificilíssimo.
    Eu estava la.
    Lembra quando em necessidade financeira.
    Eu estava la.
    Lembra quando a pomba-gira entrava em transi.
    Eu estava ao seu lado.
    Lembra quando vc queria mostrar sucesso como dentista e
    pegava meu carro, que era do ano, e seu era fusquinha.
    Eu ficava a pé,
    Lembra que perdi promoções no meu trabalho por defende-
    lo a vc e partido.
    Lembra quanto de dinheiro que coloquei no partido por
    defender um ideal.
    Eu fui despesado a pedido da pomba-gira.
    Sei que você é um fraco.
    O sofrimento é purificação da alma.
    Sei que a pomba-gira vai te abandonar, mas as duplicatas dela sera eterna e vc como BUNDÃO vai ser
    perdoado daqui pelo menos 20 anos.
    Abraço do ex amigo irmão camarada CAMARADA MARTINI
    como vc falava Cavalheiro do Apocalipse.

  • Anti-PT

    #assinadoutora

  • Marcos Batista de Lima Filho

    É pelo visto a coisa é FEIA, não tem mais o que fazer camaradas,a não ser bater em retirada, ah! mais leva a cambada junto tá! não deixa os companheiros pra tras não ok. Levão bastante agasalhos pois esta muito frio na Sibéria, não é camarada Cardoso? Por favor não esquece de devolver o Murilo as origem, antes de partir pois ele é coisa sua tá!!!!!!!!

  • Marcos Masari

    O frio na Sibéria é de 38 graus negativos nesta época do ano.

  • Sebastião da Silva

    Camarada Martini(Cavaleiro do Apocalipse) que desabafo é este, bom agora é só esperar né.
    #assinadoutora

  • Jales a cidade da piada pronta

    Nossa…quanto ressentimento, hein camarada Martini?

  • Pé no chão

    Processo que está rolando ha mais de 10 anos se demorar mais um ano e meio é o tempo suficiente para terminar o mandato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *