DESPEDIDA DE ÉLIDA NÃO TEVE A PRESENÇA DO ESTADISTA

Considerada a segunda melhor secretária – o melhor, ninguém duvida, foi o Chaparim – do governo municipal, a professora Élida Barison não teve a honra de recepcionar seu chefe, o quase ex-prefeito Humberto Parini, em sua festa de despedida, realizada na segunda-feira da semana passada.

A festa foi organizada por colegas de trabalho de Élida – flagrados na foto acima, que tomei “emprestada” no face da Eliana – mas o estadista, convidado, não deu o ar de sua premiada graça. Ele teria apresentado, como desculpa, uma “ite” qualquer. Labirintite, conjuntivite ou sinusite, não me lembro bem.

A ausência de Parini foi tomada, por alguns, como uma desconsideração a uma de suas mais leais e competentes colaboradoras. Pode ser, porém, que o prefeito não tenha comparecido para fugir a possíveis questionamentos do pessoal da Educação sobre o não pagamento do bônus a professores e servidores.

Como já foi informado aqui no blog, Parini – sem muita explicação – cortou, neste ano, o bônus que vinha sendo pago desde 2008. Uma professora da rede municipal me disse, um dia desses, que o clima é de descontentamento. Muitas delas abriram mão do direito a cinco faltas abonadas, por conta do bônus.

Conversei, também, com um dos vereadores que apoiaram Parini em seus dois mandatos, sobre o corte do bônus. E ele utilizou termos impublicáveis para classificar a atitude do prefeito.

Mesmo assim, o estadista bem que podia ter comparecido à despedida da professora Élida. Se eu conheço bem o pessoal da Educação, ninguém  incomodaria o prefeito durante a festa, com assunto tão delicado.

4 comentários

  • joao paulo

    Esse prefeitinho!!!!seus dias estao no FIM… apenas 5 dias!!!!! saiiiii ….

  • Elizabeth

    Até que provem o contrário. Eis uma perda irreparável.

  • funcionária tbm

    OBRIGADA D. ÉLIDA, POR TUDO Q FEZ PELA EDUCAÇÃO DE NOSSA CIDADE… HOJE RESPEITADA COMO UMA DAS MELHORES DO ESTADO DE SÃO PAULO… VAMOS SENTIR SAUDADES…

  • Fabiana Palácios

    Como mãe de um filho de 9 anos que frequenta a escola municipal, creio que meu comentário será aprovado por muitos outros pais.
    É inegável que a Educação Municipal em Jales teve um salto espetacular nesses 8 anos em que a Dona Élida assumiu a SME. Não tenho nada a reclamar em relação a qualquer assunto, seja professores, seja sobre o ensino em si. Meu filho sempre teve professoras maravilhosas, empenhadas, que exercem sua profissão com empenho e dedicação.
    A querida Dona Élida foi minha professora de História na escola do Arapuã em 1986, e sempre a considerei uma das melhores professoras! Quero deixar registrado um agradecimento simples, mas sincero:
    Seu trabalho plantou muitas sementes, agora, é só esperar pelos preciosos frutos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *