DIÁRIO DA JUSTIÇA REGISTRA ENTRADA DA LIMINAR QUE MANTEVE PARINI NO CARGO

O Caderno Judicial do Diário da Justiça Eletrônico, desta quarta-feira, 20/07, registra à página 88, a entrada do Agravo de Instrumento interposto pela defesa do prefeito Humberto Parini, o qual resultou, por enquanto, na liminar que manteve o premiado estadista no cargo. A publicação não diz para qual das Câmaras de Direito Público foi distribuído o Agravo, mas é provável que, por prevenção, ele tenha sido encaminhado à 5ª. Câmara, a mesma que julgou e condenou Parini.

Abaixo, o inteiro teor da publicação. Notem que apareceu um novo advogado na defesa de Parini. A manutenção do prefeito no cargo não deve estar custando pouco, mas, como eu já disse, está em jogo também o cargo de fiscal tributário que Parini tem no Estado. É natural, portanto, que o prefeito esgote todas as suas possibilidades de defesa.  

PROCESSOS ENTRADOS EM 18/07/2011

0167164-10.2011.8.26.0000; Agravo de Instrumento; Comarca: Jales; Vara: 4ª. Vara Judicial; Nº origem: 297.01.1998.007308-5/000000-000; Assunto: Improbidade Administrativa; Agravante: Humberto Parini; Advogado: Maurimar Bosco Chiasso (OAB:40369/SP); Agravado: Ministério Público do Estado de São Paulo.

 

19 comentários

  • Esperança Ultima

    é foda……

  • Anti-PT

    quero saber de datas, horas, naum de mais conversa sem nexo!

  • Chiquinho

    Enquanto a gente não descobrir onde esta enterrado o sapo com a boca costurada, não vamos conceguir tirar essas pragas de corruptos que nos cercam e comandam esta problezinha cidade de Jales……..

  • Pica Pau

    Cardosinho tira umas fotos do jak-b para fazer um antes e depois da recapeagem

  • Pica Pau

    corrigindo é JAC-B (CONJUNTO ABTACIONAL JOSÉ ANTONIO CAPARROZ BOGAZ).

  • Bom Bril

    E narfa,
    corrija novamente, continua errado.

  • prefeito cassado

    recapeagem.. eita analfabeto

  • Pica Pau

    NÃO IMPORTA SEU IMBECIL, VOCE ENTENDEU, SE NÃO ESTIVESE ENTENDIDO NÃO ESTARIA DANDO PITACO, SEU IDIOTA, NÃO ESTAMOS DISCUTINDO PORTUGUES, E SIM A CIDADE DE JALES, SUA ANTA.

  • Anônimo

    Quanto mais ele arruma, mais sai cagada, esses são os defensores do Prefeito “Balança mais não cai”. Pra ele quanto mais burros, melhor para serem manipulados.

  • Pica Pau ou Anta??

    Hahahahahahahaha não é a toa que a administração está desse jeito, olha o naipe dos defensores do Parini… um cara que escreve “recapeagem”, “abtacional”… vergonhoso!!!
    Deve ser fácil manipular um cara desses mesmo…

  • Martini

    Acabei de saber que duplicata foi mesmo pra quinta

    turma.

  • Martini

    PROCURADORIA ESTA PEDINDO À ANULAÇÃO

  • Anônimo

    Caramba, acabei de ligar meu pc e já tem outro pica pau em meu lugar, beleza então vai fazendo o trabalho por mim que eu estou indo jantar…

  • picapau

    Caramba, acabei de ligar meu pc e já tem outro pica pau em meu lugar, beleza então vai fazendo o trabalho por mim que eu estou indo jantar…

  • prefeito cassado

    Martini, estou preocupado… Meus aliados sonham que a mesma câmara que mandou a juiza executar a sentença irá manter o mandado de segurança.. Por isso que já escrevo como ´´prefeito cassado´´….

    Pica-pau meu cupinxa, vamos pra Lins, lá te arrumo uma boquinha no meu consultório odontológico kkkkkk

  • Pagu

    Nossa, este Pica pau é ridículo. E apanha de tudo quanto é lado. hahaha

  • Santa paciência

    Meu Deus, que absurdo jurídico que ouvi na entrevista do Prefeito. Em entrevista no café da Antena no dia 19/07/2011, o cinico do Prefeito teve a capacidade de inverter uma situação já consolidade judicialmente. O Prefeito é tão cinico que tenta colocar a culpa de sua desonestidade nos juízes que atuaram no processo. Todos estão equivocados, menos ele e sua corja. O Prefeito é mentiroso e juridicamente ignorante. O trânsito em julgado já ocorreu. A fase é de cumprimento de sentença e o único “recurso”, na verdade, defesa, cabível, é a impugnação ao cumprimento de sentença que pode ou não ter efeito suspensivo. É claro que o Prefeito nunca foi ouvido, como alegou na entrevista, até porque ocorreu a revelia, por incompentência do advogado contratado pelo ilmo. Prefeito que, repita-se, perdeu o prazo. O juiz da época agiu acertadamente, o que é comprovado pela manutenção de sua brilhante sentença em todos os graus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *