EMPRESA DE FERNANDÓPOLIS MANDA DÍVIDA DA PREFEITURA DE JALES PARA PROTESTO

A novidade está no Diário Oficial desta quarta-feira. A empresa P. Cristofaro Peças Ltda, de Fernandópolis, encaminhou para o Cartório de Protestos uma dívida da Prefeitura de Jales, no valor de R$ 7.552,00.

A dívida nem é tão antiga assim. A nota fiscal deu entrada na contabilidade da Prefeitura em maio passado e refere-se à compra de algumas roçadeiras para a Secretaria de Agricultura.

Na semana passada, em entrevista radiofônica, o prefeito Pedro Callado disse que, em setembro, a Prefeitura terminaria de pagar os empenhos de maio e começaria a pagar os de junho.

A empresa de Fernandópolis, pelo jeito, está sem muita paciência. Além de mandar a dívida para o protesto, ainda comunicou o fato ao Tribunal de Contas.

8 comentários

  • anonimo

    O assunto meu aqui não nada a ver com o abordado acima, mas ele deve ser destacado é referente o preço do combustível em Jales, tá tendo preço prá todos os consumidores: tem posto que a gasolina custa 3,19 e outro lugar 3,29, álcool a 1,87 em outro 1,99, com certeza os que estão com preço mais elevado já já vão pressionar os que estão com preço menor, vamos ficar de olho.

  • Ivan Fuminho

    Chuuuppaaaa turma do golpe, André foi substituído por Magalhães, agora que vai tudo atrasar mesmo. Vergonha não sabem nem o que ta acontecendo no momento! Eu vou fumar mais um pouquinho Kkkkkkkkkkk Pedrinho do camarote Festa das Nações

  • Todos querem aumentar os impostos

    A situaçao da prefeitura e’ igual a maioria das prefeituras como tambem da mesma situaçao do governo federal que esta’ sendo mal administrada pelo PT.
    Com 700 programas sociais, a Dilma gasta mais do que arrecada pois tem tera’ um deficit de 64 bilhoes, em 2016, e quer que nos paguemos essa divida atraves de aumento de impostos
    Para ganhar a eleiçao e dizer que a economia estava bem, a “bomba” estourou esse ano e agora estamos em recessao economica.
    Ja’ a prefeitura, começou a economizar com medidas de contençao de gastos porem tem muitas dividas e paga com atraso dando prioridade ao pagamento de seus funcionarios.
    Mas se nao conseguir, vai ter que aumentar os impostos

    • Anônimo

      Seria engraçado, se não fosse trágico, Todos querem aumentar os impostos! Cassaram uma prefeita, alegando incompetência, para o seu substituto ter a oportunidade de não conseguir pagar as contas ou aumentar impostos? Você está surtando?

      • Todos querem aumentar os impostos

        ANONIMO
        A camara cassou a ex prefeita dizendo ser incompetente porem esqueceu de dizer que a prefeitura esta’ endividada, pois arrecada menos do que gasta, principalmente com a folha salarial e dividas com a Minerva
        Que a prefeitura tem uma folha salarial altissima com muito funcionarios com estabilidade de emprego (nao pode mandar embora).
        Com uma cidade esburacada, precisando fazer investimentos para tampar os buracos
        Portanto qualquer prefeito que entrar, deveria fazer uma reforma estrutural, com demissoes porem vai ter oposiçao com a camara, sindicato, funcionarios enfim na sociedade.
        Nao vale a pena

        • Anônimo

          Se os problemas que afetam a atual administração são exatamente os mesmos que afetavam a administração anterior, então um prefeito dito competente poder apresentar um resultado mais medíocre que uma prefeita incompetente, só nos leva a crer que o que aconteceu nessa cidade foi só uma lambança histórica mesmo.

  • Tô Doidão

    A empresa manda pro protesto divida não paga da prefeitura de Jales para o ´protesto e o imbecíl acima diz que a culpa é da Dilma…Vá ser coxinha assim la na casa do baralho!

    • Todos querem aumentar os impostos

      TO DOIDAO
      Eu nao disse que a culpa e’ da Dilma mas os impostos vao para o estado e governo federal que repassam ao municipio.
      Se esses dois nao tem tem dinheiro para enviar ao municipio, logo a prefeitura tambem quebra
      Esse raciocinio nao e’ coxinha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *