PARINI NÃO CONSEGUE ENTREGAR 29 CASAS; HOJE, ESTRELA D’OESTE ESTÁ ENTREGANDO 300

Já escrevi várias vezes sobre a promessa eleitoreira do prefeito Humberto Parini de construir 1.000 casas populares durante o seu segundo mandato.  Também já escrevi que, em quase sete anos de governo, o prefeito Parini conseguiu construir e entregar apenas 23 ou 24 moradias – 16 delas construídas na Cohab  “João Colodetti”, o menor conjunto habitacional do mundo.

Na segunda-feira, durante a sessão da Câmara, os vereadores receberam a visita de um grupo de pessoas contempladas com 29 casas que estão sendo construídas há cerca de dois anos. As casas deveriam ter sido entregues em abril deste ano. Depois, prometeu-se entregá-las em novembro. E agora, fala-se em fevereiro de 2012 como data provável da entrega.

As pessoas contempladas estiveram na Câmara para reclamar da demora. Há algum tempo, elas fizeram a mesma reclamação, através da TV Record, e foram repreendidas pelo prefeito Parini. Agora, fala-se na formação de uma comissão de vereadores para ir ao prefeito cobrar o término das casas. Enquanto isso… 

Bem, enquanto isso, dê uma olhada na notícia que me chegou da assessoria de imprensa da CDHU:

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) entrega nesta quarta-feira, 14 de dezembro, 300 casas em Estrela D’Oeste. O evento acontece às 11 horas, no próprio Conjunto Habitacional Doutor Gilmar Alves Ferreira, localizado no prolongamento da Avenida São Paulo, Jardim Reis.

Com 43,18 m² de área construída, as casas possuem dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro. A CDHU investiu R$ 11,9 milhões nas moradias que contam com alguns itens do novo padrão de construção como o sistema de aquecimento solar para água do chuveiro, piso cerâmico em todos os cômodos, azulejos até o teto no banheiro e na parede hidráulica da cozinha, forro PVC, muro divisório entre as unidades, além pavimentação e paisagismo no condomínio.

O conjunto foi viabilizado em uma parceria com o município de Estrela D’Oeste. A Companhia repassou os recursos à prefeitura, que doou o terreno e administrou as obras. Os futuros moradores foram selecionados por meio de sorteio público e participaram da edificação dos imóveis.

Os novos mutuários terão prazo de até 25 anos para quitar o financiamento. As prestações serão subsidiadas pelo Governo do Estado e calculadas de acordo com a renda familiar. Quem ganha até três salários mínimos vai desembolsar 15% dos rendimentos. No Conjunto Habitacional Doutor Gilmar Alves Ferreira, 92% das famílias beneficiadas estão nessa faixa. O valor da menor prestação é de R$ 81,75.

A CDHU atende famílias com renda entre um e dez salários mínimos, priorizando as que recebem até três. Outros requisitos para participar do programa são: morar ou trabalhar no município há pelo menos três anos, não ser proprietário de imóvel e não ter financiamento habitacional.

1 comentário

Deixe uma resposta para RD DA CITY Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *