PODE ACREDITAR: A PRÓXIMA CEI TAMBÉM NÃO VAI DAR EM NADA

Lido o relatório da CEI da Merenda Escolar, a Câmara deverá instalar, agora, a chamada CEI da Certidão. Lembram-se dela? Foi aprovada em fevereiro deste ano, mas ainda não foi instalada. E eu dou um doce para quem adivinhar o nome de dois dos vereadores que vão integrar essa nova CEI. Se o(a) prezado(a) visitante apostou em Luís Especiato e Rivelino Rodrigues, acertou. Afinal, em time que está ganhando, não se mexe.

Para quem não sabe, ou não se lembra, o prefeito Humberto Parini mandou emitir e entregar uma certidão negativa de débitos à Instituição Soler de Ensino, possibilitando que ela participasse de um certame licitatório da Prefeitura de Jales para fornecimento de cursos de pós-graduação. No dia em que o prefeito assinou a certidão, a Instituição Soler devia cerca de R$ 50 mil, em impostos, à Prefeitura.

Ressalte-se que esse tipo de certidão é, normalmente, assinado pelos funcionários do setor de Tributação. No caso do Soler, como os funcionários se negaram a assinar o documento com declaração falsa, o próprio prefeito, para provar que é o tal, cuidou, ele mesmo, de assinar a certidão. Descoberto o ato falho, o nosso premiado estadista tratou de revogar o processo licitatório e inventar uma tal de compensação de débitos para justificar a emissão da certidão.

Com certeza, essa nova “investigação” da Câmara – com Especiato e Rivelino à frente – também não vai dar em nada. E assim caminha a humanidade.   

4 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *