PREFEITO RETIRA DOAÇÃO DE CAMPO DA FEPASA. PLANO DE CARREIRA DOS PROFESSORES TAMBÉM ESTÁ FORA DA PAUTA DESTA SEGUNDA-FEIRA

Pois é, agora o amigo Marco Antonio Poletto já pode ficar mais tranquilo. Nosso premiado estadista mandou retirar da pauta de votações da Câmara os projetos de lei que autorizavam a doação do famoso campo da Fepasa para a Justiça Federal e a Procuradoria Federal. Resta saber se o super-secretário José Shimomura aprovou a iniciativa do prefeito.

Por outro lado, as professoras da rede municipal, que por três ou quatro vezes lotaram a Câmara à espera da votação do novo Plano de Carreira e Remuneração delas, vão poder, finalmente, ficar em casa nesta segunda-feira, vendo a novela. É que o projeto – segundo disse o presidente da Câmara, Claudir Aranda, em entrevista ao Jornal do Povo – foi retirado da pauta da sessão ordinária programada para hoje. Os vereadores resolveram esperar as respostas da Prefeitura e do Instituto Municipal de Previdência, sobre o impacto financeiro do novo Plano de Carreira.

Na verdade, está faltando apenas a resposta da Prefeitura. O Instituto, através do seu superintendente, Francisco Valdo de Albuquerque, já havia respondido na semana passada. Um trecho da resposta: “informamos que fizemos um estudo do impacto atuarial que irá criar neste Instituto os benefícios para os professores, se o projeto de Lei Complementar 05/2011 for aprovado, e chegamos à conclusão que será muito grande (o impacto), já que irá aumentar o déficit técnico, que hoje já é enorme”.

E a resposta do poeta Chico Valdo termina com um conselho aos vereadores e uma previsão pouco otimista sobre o futuro da Previdência Municipal: “sugerimos que seja feito um estudo técnico em relação ao projeto, para que este Instituto não fique inviabilizado”.  Mais claro, impossível!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *