PREFEITURA E SERVIDORES MUNICIPAIS DEFINEM REAJUSTE SALARIAL

Com informações da Secretaria Municipal de Comunicação:

Em assembleia geral realizada na noite de quarta-feira, 05 de fevereiro, na Associação dos Funcionários Públicos do Município de Jales, pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, para deliberar sobre o reajuste salarial de 2020, os servidores municipais de Jales aceitaram a proposta apresentada pelo governo municipal e chegaram a um acordo com base na inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Inicialmente o Sindicato propôs 6% de reajuste, com aumento real sobre a inflação de 4,36% no período. O prefeito Flávio Prandi Franco, o Flá, ofereceu 5% e aumento da cesta básica de R$ 330,00 para R$ 400,00, extensiva a todos os servidores da ativa e para os aposentados que ganham até R$ 2.840,00. Também ficou acertado que os reajustes serão pagos na folha de fevereiro (5° dia útil de março), retroativos a janeiro.

O prefeito Flá Prandi explicou o acordo. “A inflação este ano foi de 4,3 % e nós conseguimos um reajuste corrigido acima da inflação em 5%, ou seja, é uma grande vitória. Se analisarmos o valor final dos quatro últimos anos, nós proporcionamos cerca 4% acima da inflação. A cesta básica no primeiro ano da minha gestão era de R$ 195,00 e agora nós avançamos para R$ 400,00 e isto é muito significativo, faz uma diferença muito grande”.

José Luís Francisco, presidente do Sindicato, enfatizou que “o prefeito municipal compareceu neste ano, como fez durante os quatro anos do seu mandado, nas reuniões e assembleias. É um fato atípico, a grande maioria dos prefeitos raramente comparece, já o prefeito Flá não só compareceu em todas, como se posicionou em relação aos questionamentos por parte dos servidores e se prontificou a atender aos pedidos solicitados”.

7 comentários

  • Coca-Cola Coke

    Este aumento é só uma coquinha segundo o Deley

  • Seis por meia duzia

    Cardosinho, infelizmente este seu artigo não esta completo, faltou você dizer que nesta mesma Assembleia foi avisado que lá pro mês de Maio/20, a contribuição para Instituto de Previdência passara de 11% para 14% ao mesmo, com um acréscimo de 3%, ai só sobram 2% de reajuste, descontando a inflação de 4,36%, o deficit para o servidor sera de -2,36% (negativo).

    • Funcionário público que não bate em mulher

      Então foi uma Coca de 3 litros no Rab..dos funcionários!

    • Resenha

      O teatro do Presidente do Sindicato com o Prefeito para enganar os servidores municipais estava indo bem tudo quase perfeito …….. quase! Mas aí como nas últimas Assembléias o Auditor Ricardo Junqueira estragou o plano quase perfeito do Presidente e do Prefeito e mais uma vez fez a verdade saltar aos olhos dos servidores e revelou que o fabuloso aumento não era assim tão fabuloso! Como nas últimas Assembléias, Ponto para o Auditor Ricardo Junqueira. Os servidores deveriam valorizar mais este rapaz e ou elegê-lo vereador ou Presidente do sindicato, pois ele sim defende realmente é verdadeiramente os servidores da prefeitura.

  • Sindicato loves prefeito

    É isso aí, Ricardo,mais um engodo pra promover o prefeito. Sindicato loves prefeito. Se fosse com a Nice tinha greve com trio elétrico e passeata pelo centro. Pensam que somos tontos.

  • Parasita do Paço fã do Alexandre Garcia

    Olha aí parasitada! Está é só para os funcionários que babam o ovo do Bozo na prefeitura e que acreditam que a administração Fra/Garça melhorou a vida deles com atuação do amigo do sindicato!
    https://www.brasil247.com/economia/paulo-guedes-compara-servidor-publico-a-parasita

  • Um aumento para pagar outro aumento!

    Na realidade, foi um reajuste do salario com pequeníssimo aumento acima da inflação para pagar o aumento da contribuição da previdência. Ninguem comenta mas sabe-se que a prefeitura deve muito a Previdência dos funcionários.
    Quando alguém vai a prefeitura certamente percebe que temos muitos funcionários, nas salas, porem são estagiários por tempo determinado. A maioria são inexperientes que quando adquirem experiencia, saem da prefeitura.
    A prefeitura, como qualquer empresa, não aguenta mais contratar devidos aos encargos sociais e grande estabilidade de emprego que dá aos funcionários. Percebemos que temos muitos funcionários antigos e “de carreira” trabalhando. Ninguem muda de emprego numa cidade que falta emprego com carteira assinada.
    Os salários estão muito longe de ser bons. Fica a frase “mas para jales, está bom”. Assim, os funcionários vão ficando, ficando…….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *