PROJETO QUE AUTORIZA DOAÇÃO DO CAMPO DA FEPASA AINDA NÃO CHEGOU NA CÂMARA

Na segunda-feira da semana passada, a assessoria do prefeito Humberto Parini consultou a Câmara Municipal sobre a possibilidade de votar ainda na sessão daquele dia, em regime de urgência urgentíssima, o projeto de lei que autoriza a doação do terreno onde está o campo de futebol da Fepasa para a Justiça Federal. Ou para a Polícia Federal, sei lá!

Segundo fiquei sabendo, a diretoria da Câmara não autorizou a inclusão do projeto na pauta de votações daquele dia. E o pessoal do Paço não insistiu, até porque o vereador Especiato não estaria na sessão para defender o projeto. Pois bem, passaram-se quatro dias úteis e, pelo que ouvi dizer, a Prefeitura não enviou o projeto para apreciação dos vereadores. Só falta agora, os assessores do prefeito tentarem novamente – na próxima segunda-feira – que o projeto seja incluído na pauta da sessão da Câmara e votado em regime de urgência.

Se isso acontecer, vai ficar claro que o prefeito não deseja que o projeto seja discutido. Não é segredo para ninguém que Parini não gosta de esporte, principalmente de futebol, embora se declare santista. Aliás, ele só foi visto em um campo de futebol durante suas campanhas eleitorais. Então, vamos combinar o seguinte: para o prefeito, o campo da Fepasa não representa nada. Os saudosistas que me desculpem, mas é bom eles irem se despedindo daquele gramado.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *