REUNIÃO DA CÂMARA DEVE DISCUTIR INVASÃO DE CASAS POPULARES

Deverá transcorrer morna e sem maiores sobressaltos a sessão da Câmara programada para esta segunda-feira, a partir das 18:30 horas. Na pauta, constam apenas três projetos de lei para serem discutidos e, provavelmente, aprovados.

Os vereadores deverão discutir, ainda, dois pedidos de informação endereçados ao prefeito Parini, sobre a questão das casas populares do conjunto “João Batista Colodetti”. Num dos pedidos, o vereador Rivelino Rodrigues questiona o prefeito sobre o projeto de construção de 120 moradias, interrompido em 2010, após a construção das primeiras 16 casas.

Como se sabe, durante a semana algumas famílias foram à imprensa para dizer que teriam sido enganadas pela Prefeitura, que as teria induzido a assinar a desistência das casas, sem que elas soubessem.

O outro pedido de informação questiona o prefeito sobre as quatro casas invadidas, na semana passada, por famílias de baixa renda. As quatro casas da foto acima foram entregues aos seus respectivos donos em dezembro do ano passado, mas, até alguns dias atrás, permaneciam vazias, já que não contavam com energia elétrica.

4 comentários

  • Anônimo

    Diga-se de passagem, meu nobre colega, há tempos que as sessões da câmara de Jales estão “mornas”.

  • Anônimo

    Humberto Parini, de 120 casas, apenas 16 construídas e ainda não tem a capacidade de acabá-las e entregá-las de uma forma decente, com asfalto, água, luz e etc? Por favor, dê uma atenção a cidade que o povo que nela mora, lhe elegeu 2 vezes consecutivas, e também é responsáveis por seu salário e seus bens que tem hoje !

  • Bolo de Aniversario

    Caro Colega existe Câmara Municipal em Jales.

  • Anônimo

    Nossos vereadores estão adormecidos. Sim, adormecidos! Dizem que o presidente é doente mental, acho que sua doença é contagiante, porque todos estão alienados, sem atitude, congelados e que ainda não perceberam que dia 07/10/2012 têm eleições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *