SINDICATO NÃO GOSTOU DA ATUAÇÃO DE CLAUDIR ARANDA

Sobraram críticas ao presidente da Câmara, Claudir Aranda, na reunião de hoje programada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais para discutir os projetos de leis que instituem os Estatutos, Planos de Carreira e Remuneração dos Profissionais do Magistério e dos Servidores da Educação Básica Municipal.

Ausente no início da reunião, Claudir foi duramente criticado pelo presidente do Sindicato, José Luiz Francisco, que considerou “desagradável” o fato de o vereador ter se empenhado para que os projetos fossem aprovados às pressas, depois de ter se  comprometido, em uma reunião anterior, a formar um grupo de estudos – com a participação de servidores – para analisar as polêmicas proposituras.

Claudir apareceu já ao final da reunião e as críticas foram repetidas a fim de que ele pudesse dar a sua versão. Mas parece que os servidores, principalmente da Saúde e do Almoxarifado, não ficaram muito satisfeitos com as explicações de Claudir.

O presidente do Sindicato, José Luiz, deixou transparecer que os projetos de lei beneficiam apenas parte dos servidores da Educação, enquanto outros – como é o caso dos inspetores de alunos – são timidamente contemplados. Ele disse ainda que secretária Élida Barison não tinha completa noção do impacto financeiro que os projetos causariam à folha de pagamento da Prefeitura. “A secretária Élida ficou assustada quando tomou conhecimento do impacto”, disse José Luiz.

Os detalhes da reunião e do que está acontecendo com os projetos vão estar na edição de domingo, do jornal A Tribuna.

4 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *