A TRIBUNA: EMPRESÁRIO CONDENADO POR FURTO DE ENERGIA ELÉTRICA ALEGA TER SIDO LUDIBRIADO

No jornal A Tribuna deste final de semana, a principal manchete destaca a inauguração do Regional Plaza Hotel, o mais novo empreendimento do ramo hoteleiro na região, construído às margens da rodovia “Euclides da Cunha”, próximo à primeira entrada de Jales. Segundo o jornal, o Regional Plaza é muito mais do que um simples hotel e foi planejado para receber, hospedar e entreter os mais variados perfis de hóspedes, contando com restaurante, piscinas adulto e infantil, sauna e um auditório para 50 pessoas. Ao lado do hotel, o empreendedor Olício Bocchi está finalizando um salão de festas e eventos.

Destaque, igualmente, para o caso do empresário jalesense que foi condenado pela Justiça local à pena de cinco anos de reclusão, em regime semiaberto, por furto de energia elétrica. De acordo com a ação penal ajuizada pelo Ministério Público em julho do ano passado, o empresário teria instalado dois “gatos” em sua indústria para reduzir o consumo de energia, mas a fraude foi descoberta em inspeção realizada pela Elektro. O prejuízo causado à concessionária foi calculado em R$ 47,7 mil. O empresário argumentou, em sua defesa, que teria sido ludibriado por um homem que cobrou R$ 500,00 para instalar um equipamento para reduzir a energia, dizendo tratar-se de um procedimento lícito.

O caso de uma mulher solteira, desempregada, mãe de cinco filhos, que está sendo despejada da casa que invadiu no conjunto habitacional “João Colodetti” e diz que não tem pra onde ir; o caso da mulher de 49 anos que se deitou na linha férrea e morreu atropelada por um trem; o novo sistema de controle de acesso implantado na portaria da Santa Casa de Jales; a prisão, pela Polícia Militar de Jales, de dois traficantes no Jardim Eldorado; e a prorrogação, por mais da 90 dias, da chamada CEI “Farra no Tesouro 2”, que não ouviu ninguém nos primeiros 90 dias, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, informações sobre a terceira tentativa que a Prefeitura está fazendo para contratar uma empresa visando o recapeamento das ruas do Jardim Zaffani. Nas duas primeiras tentativas, ninguém se interessou em participar da licitação. Na página de opinião, o artigo do doutor Valmor Bolan pergunta se a Lava Jato está em xeque, enquanto a crônica do Hélio Consolaro diz que Neymar e a maria chuteira Najila se merecem. No caderno social, destaque para a coluna do Douglas Zílio e para o aniversário do garotinho Miguel Gobbi.  

1 comentário

  • Antônio Carlos

    Queria lembrar que o tal empresário é ferrenho eleitor do Bolsonazi e pregava a moral e os bons costumes contra a “roubalheira” do PT. Durante a campanha pra presidente foi um ativo cabo eleitoral.
    Mais uma da série Moralista sem moral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *