A TRIBUNA: LOJAS DA EX-TESOUREIRA ÉRICA IRÃO A LEILÃO POR R$ 2,7 MILHÕES

No jornal A Tribuna deste final de semana, a principal manchete destaca a autorização da Justiça de Jales para que os estoques e as mobílias das três lojas da ex-tesoureira Érica Cristina Carpi – e do seu ex-marido Roberto Santos Oliveira – sejam leiloados para cobrir parte dos prejuízos causados à Prefeitura. Um perito judicial nomeado pela Justiça avaliou o valor das três lojas em R$ 2,7 milhões. A mais bem avaliada é a loja Betto Calçados, cujas mercadorias e móveis estão estimados em R$ 1,7 milhão. A três lojas poderão ser arrematadas por valor não inferior a 80% da avaliação. Os advogados de Érica deverão entrar com um mandado de segurança para suspender o leilão, sob a alegação, entre outras coisas, de que os bens foram mal avaliados.

Destaque, igualmente, para o ex-vereador Sérgio Nishimoto, que falou pela primeira vez sobre o trágico acidente ocorrido no dia 17 de janeiro, que resultou na morte de três jovens mulheres – todas profissionais da saúde – que se dirigiam ao trabalho, em Mesópolis. Nishimoto – um dos dois sobreviventes do acidente – sofreu várias fraturas e passou por duas cirurgias na Santa Casa de Jales. Entre outras coisas, ele contou que tinha retornado ao trabalho no dia anterior ao acidente, depois de trinta dias de férias, e chegou a se oferecer para ir com o seu carro naquele dia. Nishimoto disse que estava no banco traseiro, atrás da motorista, e não viu o tamanduá que provocou o acidente.

A cratera que foi aberta pela própria Prefeitura em um terreno próximo ao Sindicato Rural, que transformou-se em um verdadeiro lixão, onde se joga de tudo; a “Semana da Saúde”, programada pela Secretaria Municipal de Saúde para o início de abril; a cobrança do vereador Tiago Abra, que está sugerindo ao prefeito Flá Prandi a demissão do secretário de Fazenda, por conta do indiciamento dele, por peculato culposo, no caso das contratações de seguros veiculares; e a condenação da Elektro, que, de acordo com sentença do juiz Fernando Antônio de Lima, terá que indenizar uma comerciante pela falta de iluminação pública em frente ao seu estabelecimento, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, destaque para decisão da Justiça que está dando o prazo de 15 dias para que o ex-prefeito de Urânia – acusado de fragmentar a compra de materiais médicos – providencie o ressarcimento de R$ 333 mil aos cofres da Prefeitura daquela cidade. Na página de opinião, artigo do bispo dom Reginaldo Andrietta ressalta que “saúde e democracia caminham de braços dados”, enquanto a crônica do Hélio Consolaro trata de sexo na velhice. E no caderno social, destaque para o níver da senhora Celina de Souza e para a coluna do Douglas Zílio.

9 comentários

  • Ze da bottina

    Nooooossa Mozão vai começar a liquidação me empresta o cartão

  • Avaliador

    Não vão conseguir nem 500.000,00 das três.
    Mercadorias velhas e móveis sucateados e nome então, sem comentários

  • Ze da bottina

    500.000, só se for com chácara e todo estoque que é saldao

  • JALES ESCURIDÃO TOTAL!

    FALANDO EM ILUMINAÇÃO, MEU AMIGO CARDOSINHO, ACREDITO QUE DEVE TER VISTO A SITUAÇÃO DA ILUMINAÇÃO ORNAMENTAL DE JALES, QUE FOI ATÉ MATÉRIA NO PORTAL DE NOTÍCIAS DA RÁDIO ASSUNÇÃO.

    FAÇA UMA MATÉRIA A RESPEITO AQUI EM SEU BLOG, QUEM SABE ASSIM A PREFEITURA TOMA VERGONHA NA CARA E ARRUMA AS LUZES DAS PRACINHAS, DA RODOVIÁRIA E DA ROTATÓRIA DA VILA UNIÃO!!!

    É UM ABSURDO UMA CIDADE IGUAL JALES FICAR AS ESCURAS, CADÊ A SECRETARIA DE OBRAS?

    VOCÊ É UM JORNALISTA QUE ADMIRO MUITO, E ME RECORDO QUE QUANDO FAZ ALGUMA REPORTAGEM DE PROBLEMAS URBANOS, A PREFEITURA FAZ ALGUMA COISA….

    • DELAÇÃO

      Cardoso Aproveita e inclui na reportagem sobre uma sucata cheia de traias que fica a frente de uma loja no centro e parece que a vaga especial para sucata e não paga estacionamento vai lá e tira uma foto
      E pública

  • Observador

    O Zé da botina é 2,7Milhões não é 500 mil não!!!!!!
    Ok.

  • Calculando

    Será que esse pessoal sabe quantos pares de sapatos da para comprar com esse dinheiro? no mínimo 25.000 isso mesmo 25 mil pares, será que nestas lojinhas cabe tudo isso?

  • JOSUE

    COM TRISTEZA CONCORDO COM OS COMENTARIOS,COM A CRISE PRESENTE TUDO DEVERÁ SER AVALIADO A PREÇO DE CUSTO,OU ABAIXO,SERÁ MUITO DIFICIL RECUPERAR O VALOR DO FURTO,O PREJUIZO É NOSSO,BOA SORTE JALES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *