A TRIBUNA: POPULAÇÃO PEDE FISCALIZAÇÃO SOBRE GUIAS REBAIXADAS E ESTACIONAMENTOS IRREGULARES NO CENTRO

capa tribuna 19.02.17O jornal A Tribuna deste final de semana destaca o provável início do recape de algumas ruas e avenidas da cidade – num total de 138.510 metros quadrados – previsto para o mês de março. Depois de duas suspensões, a licitação – que começou em junho do ano passado – está sendo, finalmente, concluída. A empresa vencedora foi a Conpav, de Santa Fé do Sul, e o contrato, no valor de R$ 3,1 milhões, deverá ser assinado nos próximos dias. O prefeito Flá ficou satisfeito com o resultado e pretende utilizar os R$ 800 mil que sobraram do empréstimo de R$ 4 milhões para recapear outros 32 mil metros quadrados.

Destaque, também, para os cinco casos de meningite viral confirmados em Jales nos últimos quinze dias. Os casos envolvem crianças com faixa etária entre 07 e 09 anos e estão concentrados na região leste da cidade, onde se situam os bairros Jardim Paulista, Vila Nossa Senhora Aparecida, São Judas Tadeu, Roque Viola, entre outros. Das cinco crianças, quatro estudam na escola “Eljácia Moreira”, enquanto a outra estuda na escola “João Arnaldo”. A Secretaria de Saúde diz que não há motivos para pânico e que os pais devem continuar mandando os filhos à escola.

A posse do novo (nem tão novo assim!) diretor administrativo do Consirj; a aprovação do projeto que acabou com a gratificação que era paga aos conselheiros do Instituto Municipal de Previdência; a suspensão, pela Anac, da autorização de funcionamento da escola de aviação civil do comandante Messias; o pedido da população para que a Prefeitura fiscalize guias rebaixadas e estacionamentos irregulares no centro de Jales; e a morte de uma advogada de Estrela D’Oeste, em um acidente com dois ônibus, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, a “alfinetada” que o vereador Tiago Abra deu, durante entrevista radiofônica, no advogado Carlos Alberto Brito Neto. Na página de opinião, o blogueiro Hélio Consolaro escreve sobre “cidades que são uma cagadinha de mosquito”, enquanto o santista Victor Pereira escreve sobre a dura vida de técnico de futebol. No caderno social, destaque para o pré-carnaval do Almería Eventos e para a coluna do Douglas Zílio, que detalha a vinda do “rei” Roberto Carlos a Fernandópolis. 

12 comentários

  • muita semelhança

    Flá, por favor, troque de representante na Câmara Municipal, ou logo logo, você terá dificuldades para aprovar projetos de insuma importância para a cidade. Dizem que o rapaz lembra um outro que esteve na administração a pouco tempo atrás e infelizmente só fez ????????????

  • Ana Maria

    Oi Cardosinho, ouvi muitos comentários dizendo que a secretária da saúde vai acabar com o postão de saúde, aquele da rua 7, parece que vai transformar em PSF. Pelo amor de Deus, que isso seja mentira, pois ali é onde sempre corremos quando não conseguimos medico em nosso bairro, aliás eu nunca consigo, vacinar meus filhos então é impossivel, pois só vacinas até as 11 hs e mesmo assim temos que esperar horas, isso quando conseguimos, então sempre recorro ao postão, mas sei que se lá virar psf não vou poder mais ser atendida por eles, pois aqui o postinho não atende quem não mora no bairro, então eles também não vão atender. Meu Deus, se isso ocorrer mesmo a saúde aqui em Jales vai acabar. Que tudo isso seja mentira, ou alguma brincadeira sem graça.

  • Curioso da Vila Jales

    Toda administração tem um anarfa para atrapalhar!
    Na administração Nice tinha o ALDO.
    Na administração Pedro Callado tinha o IVAM.
    Na administração Flá tem o Deley!
    Esse vereadorzinho pensa que é AUTORIDADE, com menos de 2 meses ja mostrou a merda que é.

  • Jalesense

    O Bixiga tem quase metade do quarteirão de guia rebaixada em frente ao seu escritório na Rua Treze, isso é uma falta de respeito com a população, Prefeitura toma alguma providência.

  • Cidadão que paga imposto como todos

    Na frente do escritório do Bixiga,na rua treze, tem quase metade do quarteirão de guia rebaixada só para o legal e sua família usar, isso é uma falta de respeito com a população, Prefeitura tome alguma providência.

  • cidadão

    Fala pro Britinho ver isso, ele que é o paladino da ética e correção, confio muito nele, ele enfrenta as coisas, vamos ver se ele pega essa também, blz!

  • Carlos Aparicio Expedito de Justiça Neto

    E ai Dr. Carlos Alberto Expedito de Brito Neto o Senhor como cidadão e paladino da Ética e da coisa certa não vai formar uma Comissão para estudar as guias rebaixadas e fazer uma Denúncia junto a Comissão da OAB ou a Promotoria de Justiça.
    O Senhor Nobre Advogado gosta somente de aparecer e criar tumulto onde não é chamado.
    E tem mais as guias rebaixadas do seu escritório também estão irregular….

  • Cardosinho
    Gostaria se possível ver se vc tem a informação com a prefeitura quais os bairros q serão comtemplados com estes recapes se a prefeitura já tem todo o planejamento desta obra
    Grato

  • Revoltado

    Tem lojas também com guias rebaixadas e se você não consumir algo eles mandam você tirar o carro. Quer dizer em jales existe estacionamento exclusivo para os comerciantes e não para o consumidor. Fra por favor reflita bem pois tá difícil visitar Jales.

    • Fabiana

      Concordo. Tempos atrás fui levar minha filha ao pediatra e sofri um grande constrangimento. O funcionário de um estacionamento disse que eu estava muito perto do portão, e eu questionei que eu não estava. Não teve jeito. Ele me intimidou, disse que o “patrão” dele não gostava que estacionasse ali pois atrapalhava ele entrar no estacionamento com a caminhonete. Resumindo: entrei novamente no carro, coloquei minha filha na cadeirinha, e tive que tirar o carro do lugar. Senti raiva de mim mesma, pois meu marido falou que eu deveria ter chamado a polícia!!!
      Se acontecer isso novamente, não pensarei duas vezes.
      Aconselho a todos a fazerem isso. É um absurdo o que acontece nessa cidade.
      Se todos os leitores daqui contassem alguma história, essa postagem bateria record de comentários.
      Estou exagerando????

  • Falando ainda sobre as guias rebaixadas do Jornal que não fica em cima muro, como também das cadeiras, placas e do cones guardando lugares para os novos donos da currutela chamada Jales, por curiosidade andei dia 15 de fevereiro por algumas ruas do centro da currutela, que parece não tem administração nem fiscais o que pude notar foi: em frente de todos os hotéis com placas p´proibindo os jalenses, que pagam seus impostos, parar com seus carros para dar preferência aos usuários dos mesmos ( hotéis.), na rua 10 Empórios Delicias com mesas nas calçadas,, rua 10 com a 9 nos dois bares das esquinas mesas e cadeiras nas calças e e os transeuntes andando nas ruas, n a rua 6 com a 13 W.Ca Ambientes Planejados, cadeiras nas ruas, guardando lugar para não sei quem, na rua 13 Escritório BX 5 cones e placas guardando lugar para os novos donos da cidade, na rua 8 Escritório do Advogado que quer acabar com o 14º dos funcionário municipais dois cones, como também na Maroca, no Jeca Bar rua 8 com a Av. diversas mesas e cadeiras nas calçadas e os transeuntes andando na rua, isso caros amigos de Jales são só alguns exemplos e os administrados como também os fiscais nada fazem por esta currutela ou vila ( como preferirem ), será que a administração e os fiscais tem medo de alguma coisa, calçada foi feita para andar e os acostamentos das ruas para estacionar os carros isso foi o que me dize 4 soldados de trânsitos me dizerem e que eles nada podem fazer a não ser a prefeitura. Sabe o que esta faltando na vila Jales os cavaletas da década de 60 e 70 para amarrar animais.
    Tem muita coisa para mudar nesta cidade então vamos começar pelo mais simples, ou seja todos são iguais perante a lei, o dinheiro ou o sobrenome não valem nada.
    Acorda senhores administradores e fiscais, vamos começar por a currutela em seu verdadeiro caminho até chegar novamente a ser uma cidade. Tenho dito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *