A TRIBUNA: PREFEITURA ABRE LICITAÇÃO E ESTIMA GASTAR R$ 6,3 MILHÕES COM A MERENDA ESCOLAR

No jornal A Tribuna deste final de semana, destaque para a licitação que a Prefeitura de Jales está abrindo para contratar a empresa que vai se encarregar de fornecer a merenda escolar aos alunos do município. Segundo o edital, a Prefeitura estima gastar, no máximo, R$ 6,3 milhões em 12 meses, com a alimentação escolar. A chefe do setor de licitações, Olívia Mantelato, espera, no entanto, conseguir um bom desconto no pregão que está previsto para o dia 30 de julho. O contrato atual, com a Della Fatorria Alimentação Ltda, vence em agosto e não pode mais ser prorrogado, pois já está completando cinco anos. Em 2018, a Prefeitura gastou R$ 4 milhões com a merenda escolar. Neste ano, até o final de junho, os gastos já chegaram a R$ 2,4 milhões.

Destaque, igualmente, para o convênio que o prefeito Flá Prandi assinou na semana passada com o Detran, no valor de R$ 553 mil, para melhorias no trânsito de Jales. Os recursos serão utilizados na aquisição e instalação de semáforos em alguns pontos da cidade, com o objetivo de dar mais fluidez ao tráfego de veículos. Um desses pontos é o cruzamento da Avenida “Maria Jalles” com a Rua das Palmeiras, onde acontecem acidentes frequentemente. A Avenida “João Amadeu” ganhará semáforos nos cruzamentos com a Rua 3 (próximo à Santa Casa), Rua 19 (proximidades do Sakashita Supermercados) e Rua 15 (próximo ao pontilhão “Edson Bittencourt”).

A transferência do domínio da Avenida Arapuã, que era administrada pelo DER e fiscalizada pela Polícia Rodoviária e, a partir de agora – para maior sossego de alguns motoristas/motociclistas – passará à administração do município e à fiscalização da Polícia Militar; os questionamentos da Câmara Municipal a respeito da castração de cães e gatos; a campanha “Julho Verde”, de prevenção ao câncer de cabeça e pescoço, que, em Jales, é comandada pelo Hospital de Amor; o caso da professora que foi assassinada pelo companheiro, em Populina; e o recredenciamento da Unijales como Centro Universitário, aprovado pelo MEC, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, comentário sobre a sessão da Câmara, de segunda-feira passada, quando o vereador Deley Vieira, irritado com algumas críticas à administração Flá, falou que tinha vereador mentindo para a população. Ele não citou nomes, mas estava se referindo ao seu colega Macetão. Na página de opinião, os costumeiros artigos do doutor Valmir Bolan e do blogueiro Hélio Consolaro. E no caderno social, destaque para a esperada coluna do Douglas Zílio e para os agitos da 3ª Violada da AACAJ, realizada na APAE. 

5 comentários

  • Eleitor do Deley

    O Deley meu vereador falou lá no botequim que ele e que vai ser reeleito o ano que vem na camara com mais de 1500 votos e em 2024 vai sair candidato a vice-prefeito para quem o Fra indicar para ele! Jales muito mais melhor!

  • JOSUE

    nossa ate que enfim uma noticia coerente a respeito da av arapuã que era fonte de multa,o meu pai mora nessa av. o mesmo foi abençoado com uma multa por não estar de farol ligado,para os moradores residentes naquela região uma boa noticia.

  • JOSUE

    a respeito da merenda escolar,foi feita uma campanha de publicidade,com placas em pontos de grande circulação de duas crianças com merenda,qdo percebi que a foto estava retratando a verdade,uma sopa rala,fraca,sem frutas e legumes aparentes,sinceramente pode gastar seis milhões mas que a alimentação de nossas crianças tenha realmente qualidade,sabor e nutrientes adequados para a garotada,que haja fiscalização dos pais para que seus filhos realmente estejam recebendo merenda de qualidade,nossas crianças merecem o melhor.

  • Observador

    R$ 6 milhões.

    R$……………..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *