A TRIBUNA: PREFEITURA DE JALES DEVE MAIS DE R$ 28 MILHÕES

No jornal A Tribuna deste final de semana, a principal manchete destaca uma enquete feita junto a algumas personalidades locais, a respeito da reabertura de bares e restaurantes, um assunto que já causou polêmicas em outras cidades. Entre os entrevistados, estão os pré-candidatos a prefeito, Luís Henrique Moreira e Luís Especiato. O petista Especiato ressaltou que o assunto é delicado, mas que ele, sendo um legalista, seria favorável à reabertura, desde que respeitadas as normas sanitárias. Já o tucano LH Moreira diz que a condição de Jales é diferente de outras cidades, como Votuporanga e Santa Fé do Sul, e que alguma atitude precisa ser tomada. “Ficar apenas passivo esperando decisões tomadas longe da nossa realidade não é o ideal”, disse o pré-candidato.

Outro destaque é a matéria do repórter Alexandre Ribeiro, que trata de algumas dívidas da Prefeitura de Jales. Segundo a matéria, o município está devendo R$ 5,5 milhões para a Caixa Federal e outros R$ 6 milhões para a agência Desenvolve-SP. Mas o caso mais preocupante é relativo ao Instituto Municipal de Previdência. Cálculos do próprio Instituto apontam que a Prefeitura deveria pagar R$ 17,7 milhões ao órgão em 2020, mas até agora, foram pagos R$ 5,1 milhões, restando ainda R$ 12,5 milhões a serem pagos até o final do ano. De seu lado, a Prefeitura diz que já pagou R$ 30,6 milhões à Previdência somente neste ano de 2020.

O sucesso do 1º Workshop sobre engenharia, realizado pela Associação dos Engenheiros da Região de Jales; as estimativas do IBGE, mostrando que Jales tem o menor crescimento populacional entre as cidades da região; as comemorações do primeiro aniversário do Posto Xingu Avenida; a operação de combate ao crime realizada pela Polícia Militar de Jales no fim da tarde de ontem, sexta-feira; a aprovação pelos vereadores de Jales do projeto que elevam o salário do prefeito para R$ 22,8 mil; e a prisão, em Fernandópolis, de um casas de Jales com 10 tijolos de maconha, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, a informação dando conta de que os bastidores políticos da cidade estiveram agitados durante a semana. Entre outras coisas, correram fortes rumores garantindo que o prefeito Flá Prandi poderia desistir de sua anunciada desistência e voltar ao jogo eleitoral deste ano. Os boatos dizem que Flá estaria sendo pressionado por emedebistas a disputar a reeleição, mas o próprio prefeito disse à coluna que, na realidade, ele recebeu apelos de setores da comunidade, incluindo sindicados, empresários e políticos. Na página de opinião, o professor de língua inglesa do COC, Edílson Borghi, escreve artigo sobre o termo “comorbidade”. 

6 comentários

  • Figurante da prefeitura

    E os vereadores aumentando salário de bacanas da prefeitura!

  • Aristeu

    Faltou dizer que a dívida não incluí a Jardim do Bosque,o Distrito 03 e o bairro do Júnior Ferreira.
    Tá explicado por quê o prefeike Frá não quer ficar no cargo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    A bixa é grande,Aristeu

  • NÃO TEMOS TESTE RÁPIDO GRATUITO, SÓ PAGANDO.

    HOJE NÃO TEMOS O TESTE RÁPIDO VIA POSTINHO, OU SEJA GRÁTIS, SOMENTE PAGANDO NO LABORATÓRIO DA SUA ESCOLHA, QUE CUSTA À VISTA R$ 120 REAIS, ISSO É PARA QUEM PODE PAGAR,
    E QUEM NÃO, FICA SEM FAZER O EXAME, VOLTO A DIZER, ISSO ESTA ACONTECENDO “HOJE “, AI EU PERGUNTO:
    E OS 5 MILHÕES QUE O GOVERNO FEDERAL ENVIOU PARA A NOSSA CIDADE, SERÁ QUE JÁ ACABOU TUDO ?.

    • NÃO TEMOS TESTE RÁPIDO GRATUITO, SÓ PAGANDO.

      CORREÇÃO:
      O CUSTO É DE R$ 140 REAIS PARA PAGAMENTO À VISTA, E R$ 160 PARA PAGAMENTO EM 3 VEZES NO CARTÃO.
      UM OUTRO DETALHE, NÃO É ACEITO QUALQUER TIPO DE PLANO MÉDICO.

  • NÃO TEM REMÉDIO TAMBÉM

    O MÉDICO NO POSTINHO PRESCREVE 3 REMÉDIOS, NO POSTÃO SO TEM 1 REMÉDIO, SE QUISER SER MEDICADO, COMPRE OS MEDICAMENTOS, PORQUE VIA SAÚDE, ESQUEÇA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *