A TRIBUNA: PREFEITURA DE JALES RECEBE PRIMEIRA PARCELA DA AJUDA EMERGENCIAL PARA ENFRENTAMENTO DA PANDEMIA

No jornal A Tribuna deste final de semana, a principal manchete destaca as barreiras sanitárias providenciadas pelas prefeituras de Jales e Urânia, por conta do feriadão de Corpus Christi. Segundo a notícia, o crescimento no número de casos de covid-19 levou as autoridades municipais de saúde das duas cidades a tomar medidas mais severas para fiscalizar a entrada de visitantes em seus respectivos perímetros urbanos. Em Jales foram montadas barreiras nas três principais entradas da cidade, sem o objetivo de bloquear a entrada de visitantes, mas apenas de orientá-los e de obter informações sobre o estado de saúde deles. Os visitantes foram orientados, por exemplo, a não circular pela cidade sem necessidade.

O jornal está informando, também, que o governo federal começou a repassar aos municípios brasileiros a ajuda emergencial de R$ 60 bilhões para o enfrentamento do coronavírus. No caso de Jales, o repasse será de R$ 5,5 milhões, divididos em quatro parcelas. A primeira parcela – de cerca de R$ 1,4 milhão – já foi transferida para a Prefeitura de Jales na terça-feira, 09, enquanto as outras três parcelas estão previstas para 13 de julho, 12 de agosto e 11 de setembro. Do total de R$ 5,5 milhões, pelo menos R$ 711,2 mil terão que ser investidos no setor de saúde e o restante poderá ser aplicado livremente.

O aniversário de dez anos da unidade de Jales do Hospital de Amor, comemorado na quarta-feira, 10; a incineração, pela Polícia Federal de Jales, dos 490,8 quilos de cocaína encontrados em um avião que trouxe a droga do Pará; o requerimento sobre a falta de medicamentos no Centro de Zoonoses, que gerou um desentendimento entre dois vereadores – Deley e Kazuto – que apoiam o prefeito Flá Prandi; o balanço da covid-19 em Fernandópolis e Urânia, que registram 08 óbitos, sendo 04 em cada uma; e a morte de um idoso jalesense, que tentou atravessar a linha férrea e foi atropelado por um trem, são outros assuntos de A Tribuna

Na coluna Enfoque, informações sobre os dois projetos do vereador Macetão, que previam a redução de 30% nos salários dos agentes políticos – prefeito, vice-prefeito, secretários e vereadores – de Jales. Ninguém comentou – nem o próprio autor – mas os projetos foram considerados inconstitucionais pelo jurídico da Câmara e remetidos às calendas gregas. Na página de opinião, a professora Grazielle Ueno Maccoppi, coordenadora de cursos de Gestão de Turismo, discorre sobre o futuro do setor de turismo no pós pandemia. No caderno social, destaque para os aniversariantes da semana, entre eles o Dalua da Sabesp, o mais vitorioso técnico de futsal da cidade. 

3 comentários

  • Bolsonaro é papai noel

    Financeiramente, a crise estava sendo boa para a prefeitura que receberá R$ 5,5 mi que só 13% terão que ser investidos no setor de saúde e o restante poderá ser aplicado livremente. Um absurdo! Ninguem saberá para onde irá esse dinheiro.
    Espero que o MPF fiscalize essa verba

    • Josias Pereira

      Não sei se vc é mal informado ou mal carácter mesmo, acredito mais na segunda opção.

      Porque vc não lê jornal.

      Se tivesse lido o Jornal a TRIBUNA,a coluna Enfoque, do competente VALDIR JOSÉ, mais conhecido
      nas altas rodas, como Cardozinho, não estaria mostrando sua IGNORÃNCIA,
      Com a Pandemia, todas as prefeituras estão perdendo receitas, por isso o governo federal está
      ajudando, mas mesmo assim não cobre toda a perda.

      Vai lerm vai se informar IGNORANTE

      VC FALA MUITA BORRACHA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *