A TRIBUNA: PREFEITURA VAI INAUGURAR PRÉDIO DO “CENTRO DIA IDOSO”, MAS NÃO VAI COLOCÁ-LO EM FUNCIONAMENTO

No jornal A Tribuna deste final de semana, a principal manchete destaca que o famigerado mosquito da dengue – Aedes, para os íntimos – voltou com tudo a Jales, depois de dois anos meio que sumido, e já fez mais de 1.100 vítimas, incluindo o prefeito Flá Prandi e a primeira-dama Glauciane Franco. A Secretaria Municipal de Saúde já contabilizou nada menos que 1.686 notificações de casos suspeitos, dos quais já foram confirmados 1.105 como positivos para a dengue. E o que é pior: a última medição do chamado índice larvário, realizada em abril, apresentou resultado (2,4) bem acima do índice recomendado (1,0) pela Organização Mundial da Saúde.

Destaque, também, para a novela envolvendo o Centro Dia Idoso, que já dura mais que “O Direito de Nascer“. No capítulo mais recente, a Prefeitura informou que pretende fazer uma inauguração “fake” do prédio, apenas para evitar que seja obrigada a devolver os R$ 600 mil enviados pelo governo estadual para construção do prédio. A matéria diz que o prédio está pronto há cerca de 18 meses, mas será inaugurado apenas para atender ao prazo estabelecido no convênio, sem, no entanto, data prevista para começar a funcionar efetivamente. A informação de que a inauguração é apenas um “migué” foi dada pela própria Prefeitura, em resposta a um questionamento da Câmara.

A apelação do Ministério Público de Jales contra a sentença que inocentou o ex-prefeito Humberto Parini de participação nos desvios da merenda escolar praticados pela empresa Gente Ltda; a decisão da Justiça de Jales que vai obrigar a Prefeitura a pagar a reforma da casa de uma moradora do Jardim Alvorada; o início do prazo para as inscrições dos interessados em disputar a eleição do Conselho Tutelar de Jales; a prisão de um traficante com pasta base de cocaína que ele trazia de Tupã para Jales, em ônibus de carreira; e o artigo do delegado seccional de Jales, Charles Winston de Oliveira, sobre o decreto das armas do presidente Bolsonaro, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, a informação de que a Prefeitura já recebeu os extratos bancários que estavam faltando para concluir o levantamento que apura o total desviado pela ex-tesoureira Érica Cristina Carpi. A meta é finalizar o levantamento em 60 dias. Na página de opinião, o artigo do padre Antônio de Jesus Sardinha garante que “gente simples, fazendo coisas pequenas em lugares pouco importantes, consegue mudanças extraordinárias”. No caderno social, a coluna do Douglas Zílio traz os flashes da inauguração do pub Sussega Madalena, o novo point dos colunáveis jalesenses.     

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *