A TRIBUNA: VEREADORES DE JALES PROPÕEM MAIS UMA MOÇÃO DE REPÚDIO AO GOVERNO BOLSONARO

No jornal A Tribuna deste final de semana, a principal manchete destaca que a Prefeitura de Jales terá 60 dias para providenciar o alvará de diversos prédios públicos que estão funcionando sem a licença do Corpo de Bombeiros. De acordo com a matéria do repórter Alexandre Ribeiro, o Carioca, o Ministério Público, através do promotor Eduardo Hiroshi Shintani, instaurou um inquérito para apurar a omissão da administração municipal na obtenção do chamado “alvará dos bombeiros” relativo a 31 prédios – incluindo o Paço Municipal – que estão sob a responsabilidade do município. A coleta de provas poderá resultar em um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) ou em uma Ação Civil Pública.

Destaque, igualmente, para a virulenta resposta do vereador Tiago Abra(PP) às críticas do prefeito Flá Prandi, que, na semana passada, afirmou em entrevista que Jales tem um vereador que acorda tarde e não produz nada. Na sessão de segunda-feira, 09, Abra devolveu a gentileza. Ele ressaltou que até o vereador Deley(PPS), que é aliado e líder do prefeito, está criticando a administração municipal. Abra disse, também, que o prefeito teria baixado o nível das discussões e, para manter o nível, afirmou que “a corja que administra a Prefeitura é a pior e a mais incompetente que já dirigiu a cidade”.

A operação da polícia contra o PCC na região, que resultou na prisão de 8 pessoas e na apreensão de drogas e dinheiro; o falecimento, em Rio Preto, de dona Minerva Izar Jalles, a viúva do fundador de Jales, o também falecido Euphly Jalles; a decisão da Justiça de Jales que inocentou o ex-prefeito Humberto Parini e condenou uma empresa e dois de seus sócios por desvios na merenda escolar de Jales entre 2006 e 2010; e a situação das piscinas de alguns clubes da cidade, que, por abandonadas, estariam causando preocupações com relação à dengue, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, o principal destaque é a nova “moção de repúdio” que está sendo proposta na Câmara de Jales contra o governo Bolsonaro. Desta vez, o alvo da repulsa dos nossos vereadores é o Ministério da Saúde. Na página de opinião, o jornal traz o artigo do doutor Bolan e a crônica do blogueiro Hélio Consolaro. E no caderno social, destaque para a sempre muito aguardada coluna do Douglas Zílio e para a festa do “Dia das Mães” promovida antecipadamente pela Loja Maçônica Marechal Rondon.

7 comentários

  • JOSUE

    como morador de Jales,funcionário público,tenho minha vida,minha família,pautada nas diretrizes dessa cidade,gostando ou não todas essas controversas,esse nível de comentários é deplorável,improdutivo,parece que estamos na idade da pedra em pleno seculo 21,que resultados positivos tarão essa maneira de agir para Jales,já vivemos momentos conturbados em nosso país e uma cidade pequena onde todas as famílias cresceram juntas,existem vínculos famíliar, essa falta de respeito,agressividade,tanto dos parlamentares como do prefeito,o povo quer resultados positivos,não essa postura de pessoas inteligentes,que comandam e administram nossa cidade, temos problemas e diferenças mas não será assim que serão resolvidos,em Ezequiel diz: orem pela cidade que vos enviar,pois se ela prosperar vós também prosperarei,apesar de todas as divergências que tenho passado profissionalmente,sempre estarei orando por essa cidade que me acolheu,precisamos mudar nossa postura,não é com perseguições e truculência,que vamos transformar alguma coisa, DEUS ABENÇOE JALES.

  • Será que ele tá sabendo? Vai fazer greve fome, coitado kkkk será que é falta de serviço ou e falta de noção mesmo.

  • Observador

    Eu avisei boca fechada não entra mosquito,tomou prefeito!!!

  • Junio

    VAI TOMAR NO C* VEREADORES! VAGABUNDOS! NAO TEM O QUE FAZER NÃO NE? A CIDADE TA EM PERFEITO ESTADO NE ? FILHOS DE UM QUENGA

  • Carlos Eduardo Flávio Queiroz

    O vereador está absolutamente certo. Leiam a matéria e verão.
    Muita gente nem lembra que o prefeito foi vereador. A atuação dele foi tão insignificante que evaporou. Só pensava em ser PREFEITO. Trouxe o que pra cidade? Alguém lembra? Qual lei importante ele fez?
    Pensando bem…estas perguntas valem para sua atuação pífia como prefeito não é mesmo? O que ele fez pela cidade? Qual convênio importante ele trouxe? Impréstimo para asfalto não é vantagem. Isto até o Callado fez.
    Cadê o MIT??? Cadê a reforma da praça??? Cadê os viadutos?? Cadê o Centro Dia do Idoso??
    Cadê o dinheiro que era roubado?
    E pra não perder o costume, CADÊ O QUEIROZ?

  • Caparroz

    Só tem socialista nesta cidade, por isso é tão travada, até o comércio aqui é uma merda. Toda vez que saio para comprar algo, volto em casa e compro pela internet, é mais barato com frete e tudo!

    • Rapizodia

      Caríssimo! Se você assinou seu comentário como Caparroz é porque sente orgulho da sua linhagem. Se você pertence a família que todos em Jales conhecemos, gostaria de lembrá-lo que sua família usufruiu desta cidade por mais de duas dezenas de anos e acho que não tem do que reclamar. O problema do comércio que você relata, é uma tendência de mercado e Jales como toda cidade do mundo está sofrendo com isto e ainda não se sabe qual será o fim desta história. Quanto ao socialismo, acho que não sabe o que disse, pois foi simplista demais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *