ACIDENTE COM CICLISTA FAZ MAIS UMA VÍTIMA FATAL EM JALES

Nesta segunda-feira, mais um acidente e mais uma vítima fatal em Jales. O ciclista Antonio Aparecido Rodrigues Nunes, de 56 anos, morador da Rua Tocantins, no Jardim Arapuã, voltava de um sítio pela rodovia Jarbas de Moraes, proximidades do JACB, no sentido Paranapuã-Jales, quando foi atropelado.

O Fiat Uno que o atropelou trafegava no mesmo sentido. Segundo disse o motorista, que é de Jales, o ciclista teria tentado passar de um lado para o outro da rodovia, sem as devidas precauções.

Antonio Aparecido Rodrigues Nunes era irmão do falecido contabilista Felipe Rodrigues Nunes, que foi sócio do Escritório Central-Brasil. Por coincidência, Felipe morreu num acidente de carro, próximo ao local onde Antonio foi atropelado.

As informações sobre o velório e o sepultamento ainda não estão disponíveis, uma vez que o corpo aguarda a vinda de um legista para os exames de praxe.  

9 comentários

  • topeira

    total imprudência do motociclista!!!!

  • Bolo de Aniversário

    Os nossos sentimentos a família.

  • Anônimo

    A Bruxa ta soltaaaa, baralhooo,todo dia um, e é um ciclista amigo Topeira, ciclista

  • Fabiana Palácios

    Estou muito triste Cardosinho. Ele morava na minha rua, bem próximo da minha casa. Quando fiquei sabendo fiquei muito triste mesmo, pois era um senhor trabalhador que todas as quartas-feiras estava conosco no Grupo de Oração da Igreja. Andava com sua bicicleta para ir todos os dias ao trabalho. Que Deus dê o consolo à família.

  • Fabiana Palácios

    Cardosinho e leitores do blog.
    Assistindo agora o Tem Notícias segunda edição, vi uma interessante reportagem sobre a ação da polícia militar na cidade de Araçatuba para resolver a questão do abuso de som alto em duas das principais avenidas da cidade.
    A polícia militar realiza o trabalho da seguinte maneira:
    – Eles ficam com as viaturas em locais estratégicos, e o motorista que tiver o carro com som acima de 80 decibéis, recebe um auto de infração além de ter o carro apreendido.
    – Em alguns casos, o motorista pode ser preso de 15 até 03 meses.
    Alguns jovens que abusam do som alto, deveriam sentir o peso da lei, pois só assim tomariam consciência.
    Vejam bem, conversando hoje com meu filho de apenas 9 anos, ele me deu uma sugestão que eu acredito que seria muito interessante. Ele falou que as escolas poderiam fazer um trabalho com as crianças. Achei maravilhosa essa ideia dele, e penso que se houvesse uma parceria da Secretaria da Educação Municipal e Estadual, juntamente com a Polícia Militar de Jales, começaríamos a ver as mudanças. Sabemos que não podemos resolver todos os problemas do trânsito de Jales, mas de repente, com apenas uma iniciativa simples como essa, as crianças ajudariam na conscientização de seus pais, e certamente acabaria envolvendo toda a comunidade jalesense, como um círculo virtuoso.
    Tomara que alguém invista e acredite nessa ideia!
    E tomara que ninguém ache que isso é muita utopia, porque se houver boa vontade, não é!

  • anônimo

    e o povo de Jales se interessa por projeto??? muito interessante, mas precisa ver quem vai de fato se inteessar

  • Aguinaldo Rodrigues Nunes

    O sua topeira vc não sabe o que fala… Meu tio não estava totalmente errado pq o carro estava muito acima da velocidade… E outra eu queria ver se fosse uma pessoa da sua família se vc estaria falando isso… E tbm aprenda que MOTOCICLISTA não é CICLISTA sua TOPEIRA… Primeiro saiba da situação pra depois falar…. E muito obrigado pelo apoio da pessoas que são seres humanos e não topeiras….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *