ACUSADOS DE TRÁFICO, 27 PRESOS PELA “OPERAÇÃO CANNA-BIS” SERÃO OUVIDOS PELA JUSTIÇA DE JALES NO FINAL DE MARÇO

forum jales1

Quem passar nas proximidades do Fórum de Jales, no próximo dia 29 de março, uma quinta-feira, vai notar ruas impedidas ao trânsito e uma movimentação incomum nas cercanias daquele local.

Decisão do juiz José Geraldo Nóbrega Curitiba, da 5ª Vara Judicial de Jales, marcou para aquele dia a audiência que pretende ouvir 27 réus – 02 mulheres e 25 homens – presos pela “Operação Canna-bis“, deflagrada em junho de 2016, além de pelo menos 16 testemunhas.

A interdição de ruas foi solicitada pelo juiz em virtude da significativa quantidade de réus que deverão ser escoltados até o prédio do Fórum, além do grande número de testemunhas e dos tantos advogados que participarão da audiência. É também uma medida de segurança, já que alguns dos presos possuem antecedentes criminais que demonstram certa periculosidade.

“Operação Canna-bis” – uma ação conjunta das polícias Federal, Civil e Militar, que encontrou cerca de 230 quilos de drogas – desmantelou pelo menos cinco quadrilhas que atuavam no tráfico de entorpecentes em Jales e em outras cidades, como Ilha Solteira, Urânia, Bálsamo, Fernandópolis, Paranapuã, Três Lagoas, Santa Albertina e Macedônia.  

Acusados de tráfico e de associação para o tráfico, os réus, se condenados, serão punidos com penas que podem chegar a até 25 anos de prisão. Entre os presos, estão dois universitários – um estudante de Direito, morador de Jales, e uma aluna de Odontologia, de Paranapuã.

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *