AINDA EM CONSTRUÇÃO, CRECHE DO JACB É BATIZADA COM NOME DE PROFESSORA

dsc02557-tribuna

A creche que está sendo construída no JACB já foi batizada pela Câmara Municipal com o nome de EMEI “Professora Diva Maciel Jorge”. O projeto, de autoria do vereador Gilberto Alexandre de Moraes(DEM), o Gilbertão, foi aprovado em outubro deste ano e transformou-se na Lei n° 4.557, de 16 de novembro de 2016.

A professora Diva nasceu em Palestina(SP), em 1929, e mudou-se para Jales com 32 anos de idade, em 1961. Lecionou em duas escolas de Jales, a EE “Elza Pirro Viana” e a EE “Euphly Jalles”, onde teve a honra de ser professora deste modesto blogueiro. Faleceu em janeiro de 1974, antes de completar 45 anos de idade. Ela era avó materna do vereador petista Luís Rosalino.

O novo prédio da EMEI do JACB começou a ser construído em agosto passado pela empresa GHM Construtora Ltda, de Meridiano, vencedora da licitação aberta em abril pela Prefeitura. As obras, que estavam orçadas em quase R$ 1,8 milhão, foram contratadas por R$ 1,5 milhão, ou quase R$ 300 mil abaixo do valor estimado. O recursos financeiros virão do governo estadual e, além da construção, incluem R$ 180 mil para aquisição de equipamentos.

Com 814m² de construção a nova creche segue o padrão FDE e contará com 06 salas de atividade, 01 sala de uso múltiplo, 02 berçários – um para repouso e o outro para atividades – vestiário, fraldário, lactário, lavanderia, refeitório, 02 sanitários para crianças, 01 sanitário destinado a crianças deficientes, etc. A conclusão da obra está prevista para agosto de 2017.

11 comentários

  • VERA PINHEIRO

    Q linda homenagem à dona Diva!

  • CHUPEM, PETISTAS!

    OBRA DO GOVERNO ESTADUAL! PROJETO CRECHE ESCOLA! DÁ-LHE GERALDO ALCKIMIN!

  • Morador do JACB

    É uma grandiosa obra para o bairro, e pasmem, existe uma professora moradora do bairro que é contra a obra, a digníssima professora ficou consternada pelo fato da construção ser no local onde tinha um campinho de futebol que uma meia duzia de jovens utilizavam para jogar bola algumas vezes e usar drogas diariamente.
    Agora esta meia duzia de jovens não poderá usar drogas no local, mas uma centena de crianças e adolecentes poderão utilizar de um equipamento publico que além de atende-los, irá gerar vários empregos.
    Professora continue com suas aulinhas no Anglo e não encha o saco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *