EM FISCALIZAÇÃO SURPRESA, UPA DE JALES É BEM AVALIADA PELO TRIBUNAL DE CONTAS E PELA POPULAÇÃO

A notícia da Secretaria Municipal de Comunicação é bastante extensa já foi publicada pelos nos jornais locais no final de semana, de modo que estou reproduzindo apenas um pequeno trecho.

Chamo a sua atenção para o merecido destaque dado ao Conselho Municipal de Saúde, que é presidido pelo companheiro José Célio Martini, o Camarada Martini. Eis um naco da notícia:

Uma excelente notícia surpreendeu os jalesenses e a população de outros quinze municípios referenciados pelo Consórcio Público Intermunicipal de Saúde da Região de Jales (CONSIRJ): após fiscalização Ordenada, a UPA – Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas Regional de Jales foi muito bem avaliada pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) e pela população.

Por meio de questionário aplicado “in loco” pelo TCESP, além da qualidade do atendimento, foram avaliados a satisfação do usuário, controle de presença de médicos, enfermeiros e demais profissionais, condição de armazenamento e dispensação de medicamentos, condições físicas do local e descarte de resíduos hospitalares.

Tudo isso após as obras de reformas e adequações e as capacitações e treinamentos realizados pelo CONSIRJ, presidido pelo prefeito de Jales, Flávio Prandi Franco, o Flá.

Mas a boa fase da UPA não seria possível somente com as mudanças na estrutura física, por isso, o processo de humanização no atendimento foi fundamental. Para isso, o bom entrosamento entre a diretoria do CONSIRJ e o Conselho Municipal de Saúde de Jales, presidido por José Célio Martini, foi fundamental.

Martini conta que todos os dias passa pela UPA de Jales e ouve sugestões e elogios dos usuários e também da equipe de funcionários. “Ouvir a opinião de quem utiliza o serviço é fundamental para que as coisas possam mudar para melhor. Colocamos ideias em prática e hoje vivemos uma nova realidade, através de mudanças no espaço físico, na estrutura de funcionários e na humanização do atendimento. O resultado não poderia ser outro. Até o TCESP elogia os serviços”, resumiu o Camarada.

4 comentários

  • Eu

    Se não fosse o MPF estava com escoras na lage até hoje.
    Obrigado MPF.

  • Eu

    Agradecer o MPF caso contrário estaria com as escoras até hoje!!!

  • Marco Antonio Poletto

    Parabéns ao camarada Martini.

  • Quando a justiça reclama. O dinheiro aparece!

    Depois que o Ministério do Trabalho realizou uma vistoria na UPA e constatou o risco de desabamento do prédio inaugurado em 2012. Relatou, também, que a situação da sala de Raio-X poderia causar danos à saúde de trabalhadores e usuários. O Ministério Público expediu uma recomendação na qual concedeu o prazo de 20 dias para que a Prefeitura e o Consirj tomassem as devidas providências.
    As diretorias do CONSIRJ e o Conselho Municipal de Saúde de Jales, passaram vergonha. Porem correram e fizeram as obras de reformas, adequações, as capacitações e treinamentos. De onde apareceu o dinheiro? Do governo, claro!
    Palmas para o Flá e Martini! kkkkk Se não fosse o MP estaria do mesmo jeito.
    Porque não fizeram antes?????

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *