APÓS QUATRO ANOS ENTRE OS PREMIADOS, JALES PERDE O SELO ‘MUNICÍPIO VERDE AZUL’

O secretário estadual de Meio Ambiente, Bruno Covas, e o governador Geraldo Alckmin divulgaram, nesta terça-feira, os resultados do Ranking Ambiental Paulista e os 67 municípios ganhadores do Selo Verde Azul 2013.

Depois de quatro anos consecutivos recebendo o selo, Jales ficou de fora da premiação em 2013. Somente os municípios com nota acima de 80 são premiados e Jales obteve apenas 67 pontos, ocupando a 169ª colocação entre os 489 municípios avaliados.

Jales começou a participar do Prêmio Município Verde Azul em 2009, quando ficamos em 10º lugar. Em 2010, caímos para o 20º lugar; em 2011 caímos mais um pouco e ficamos em 99º lugar, enquanto em 2012 obtivemos a 97ª posição, sempre com mais de 80 pontos.

Entre as nossas vizinhas mais importantes, Votuporanga, no 9º lugar,  foi a melhor colocada em 2013. Santa Fé do Sul, que já foi tricampeã do campeonato verde, obteve o 44º lugar, enquanto Fernandópolis ocupou a 51ª posição.

Jales ficou atrás de vizinhas menos ilustres, como Dirce Reis, São Francisco, Palmeira D’Oeste, Dolcinópolis, Vitória Brasil, Pontalinda, Santa Salete e Aspásia.

Apesar da nossa péssima performance de 2013, não há motivos para desespero. Esse tal de Selo Município Verde Azul é mais uma invenção  que não serve para quase nada.

As prefeituras apresentam planos de ação, onde se mente mais do que nas antigas bulas de biotônico e, com base nesses planos fantasiosos, são atribuídas as notas. Jales, por exemplo, já ganhou o selo prometendo plantar centenas de árvores e não plantou quase nada.  

9 comentários

  • MOACIR

    AGORA O ANO QUE VEM VAMOS GANHAR TARJA PRETA, PRA CIDADE E PROS ENTERRADORES DE PNEUS, EM ESTRADAS VICINAIS, MAS COMO TEM UNS, QUE NÃO DÃO CONTA NEM DE ENGOLIR O COMPRIMIDO, VÃO COLOCAR NA CAIXA D’AGUA DA PREFEITURA.

  • Cardosinho, até concordo com a possível maquiagem de um plano ambiental para o município. Entretanto várias diretivas ambientais são avaliadas a partir de dados fornecidos pela Cetesb e Sabesp local. Se a cidade foi mal avaliada, significa também, que a cidade não tem planos/metas ambientais a cumprir e que o cidadão não foi devidamente respeitado no quesito “qualidade de vida”.
    É preciso trabalhar a educação ambiental também pois a cidade foi notícia nacional no descarte de pneus e celulares…
    O que vai eternizar nesta notícia? Jales despencou no ranking ambiental paulista.

    • Sem contar, meu preclaro Renato, que, em um desses anos em que recebemos o selo verde azul, o ex-prefeito tinha mandado derrubar – em plena Semana da Árvore – todas árvores do trecho central da avenida Francisco Jalles.

  • O certificado de Município VerdeAzul garante à administração municipal a prioridade na captação de recursos junto ao Governo do Estado, por meio do Fundo Estadual de Prevenção e Controle da Poluição (FECOP).
    Os municípios recebem uma nota ambiental, que avalia o seu desempenho em dez diretivas que regem o Programa Município VerdeAzul. Foram avaliadas ações nas áreas: esgoto tratado, resíduos sólidos, biodiversidade, arborização urbana, educação ambiental, cidade sustentável, gestão das águas, qualidade do ar, estrutura ambiental e conselho ambiental.
    Resultados:
    – 67 municípios atingiram nota maior que 80 e ganharam o selo Município VerdeAzul
    – 219 municípios apresentaram Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos
    – 265 municípios criaram normas legais que dispõem sobre a exigência de que os fornecedores de madeira às prefeituras estejam cadastrados no Cadmadeira
    – 286 municípios comprovaram parcerias a fim de concretizar ações de responsabilidade pós-consumo
    – 203 municípios apresentaram Programas Municipais de Educação Ambiental
    – 327 municípios com Fundo Municipal de Meio Ambiente
    – 282 municípios com Centro ou Espaço de Educação Ambiental
    – 235 municípios apresentaram Plano de Arborização Urbana
    – 233 municípios com viveiros de mudas
    – 241 municípios apresentaram articulações intermunicipais voltadas às questões ambientais
    – A parceria entre Estado e municípios por meio da Operação Corta Fogo resultou no treinamento de brigadas anti-fogo em 242 municípios

  • AGRICOLA 2009

    olha esse tal selo, é mais uma palhaçada do governo e de ambientalistas, para quem sabe das coisas, pensa diferente, nossa região tem aumentado o verde e muito, de 10 anos para cá se pode notar que ás bordas de riachos e corregos tá tudo mais verde, a plantação de cana de açucar, seringueiras e eucalipto tem aumentado muito, então o verde aumentou muito, agora mandar plantar arvores onde atrapalha os caminhões passar, plantar arvores á beira de nascentes, é um caso á ser estudado com mais profissionalismo.
    ser ambientalista sem pensar nas consequencias tambem não dá.

  • VAI ENTENDER ESSES NOSSOS POLÍTICOS, A CIDADE DE JALES QUE EU SEI QUE MORO AQUI TEM GRANDES MÉRITOS PARA SER UM MUNICÍPIO VERDE E AZUL SEM DUVIDAS, E AGORA VEJO QUE ACIDADE FICA DE FORA PORQUE NÃO ATINGIU AS PONTUAÇÕES, ISSO NÃO É VERDADE ISSO SE CHAMA POLÍTICA.
    COMO VEM ACONTECENDO ESSES ÚLTIMOS ANOS NA NOSSA CIDADE, AFINAL QUEM PERDE SEMPRE SOMOS NÓS A POPULAÇÃO QUE NÃO VÊ NADA ACONTECER E JALES FICA PARADA NO TEMPO.

  • Jales deve receber o selo dos crimes ambientais; pneus abandonados em estradas, sucatas de telefones e tem m problema maior que ainda não chamou a atenção: o chorume do lixão…

  • PT Sempre

    Cardosinho será que o fato de ter enterrado peneu no mato contribuiu para esta nota?Parabéns Sandra, voce provou pra todos do que e capaz!

  • PALHAÇO

    ESSA CIDADE SÓ CAI NO ÍDICE DE DESENVOLVIMENTO. QUE HORROR! FICO TRISTE POIS AINDA TEMOS TRÊS ANOS DE TORTURA, QUE SOMADOS AOS ADMINSTRADORES ANTERIOS, SOMA-SE 20 ANOS DE ATRASADO, MAS ESSES 20 ANOS PELA LÓGICA SE TRANSFORMAM NO MÍNIMO EM 30 ANOS DE ATRASO. MUDA JALES! OU MELHOR: MUDEMOS DE JALES! KKKK

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *