ATÉ HOJE, ÚLTIMO DIA DO PRAZO PARA INSCRIÇÕES, APENAS UM SERVIDOR SE INSCREVEU NAS ELEIÇÕES DO CONSELHO DO IMPSJ

DSC02855-tribuna

Os nossos bravos servidores municipais estão perdendo a oportunidade de provar que o interesse deles em ser conselheiro do Instituto Municipal de Previdência Social – IMPSJ – não era meramente por conta da gratificação que era paga aos membros do Conselho.

Também conhecida pelo apelido de jeton, a gratificação significava cerca de R$ 800,00 a mais no orçamento familiar dos conselheiros, mas, por iniciativa do prefeito Flá – com aprovação da Câmara – ela foi recentemente extinta.

Hoje, 17 de março, é o último dia do prazo para que os servidores interessados em se candidatar a uma vaga de conselheiro façam suas inscrições. E os prezados leitores teriam, por acaso, uma noção de quantos candidatos já tinham se inscrito até ontem?

Apenas um! Romildo Fernandes Dantas, com quem tive a honra de trabalhar no Departamento de Compras da Prefeitura, é o nome do – até aqui – solitário candidato.

Para que os prezados leitores tenham uma ideia, na eleição anterior do Conselho, realizada em março de 2013, nada menos do que 20 servidores se inscreveram como candidatos a uma vaga de conselheiro. Ou seja, tudo indica que muita gente estava muito mais interessada na gratificação do que propriamente no futuro do Instituto e de suas aposentadorias. 

12 comentários

  • Revoltado

    Uma coisa vou falar os caras estão certos de não participarem sem ganhar nada, pois ser conselheiros ou outros cargos ė só Bucha, pois qualquer coisinha o tribunal de contas ferra as pessoas.

  • Mercenários

    kkkkk………foi só tirar a gratificação, que ninguém quer assumir uma bucha dessa.

    Cadê os bravos atuantes da defesa da sociedade civil organizada, comissão de gastos públicos, para assumir uma bucha dessas. Vai mete a cara agora.

    A responsabilidade é muito grande, e ninguém em sã consciência vai assumir tamanha responsabilidade de graça, ou até mesmo colocar seu patrimônio ($$$ e nome) em risco.

    Inúmeros institutos de conselheiros que participaram sem ter real competência, e conhecimento técnico necessário, estão até hoje enrolados na justiça, vide ex: Dirce Reis e Paranapuã.

    Até mesmo uma má aplicação financeira pode dar problema para os conselheiros, e o MP tá lá doido pra meter o fumo…..kkkkkkkk.

  • joao

    engracado qdo recebia tinha um monte de gente agora ninguem? o certo e pegar o pessoal q recebeu ate ontem e fazer eles ficarem a teta secou ai e foda

    • revoltado.

      João você deve ser um dos que ajudou a tirar as gratificações para os conselheiros agora vai la você nosso amigo e assuma ou então quem mandou para cortar.

  • manezim

    aproveitando tbm pa falar sobre a educacao pq tem gente fazendo horario q quer. olha os acumulos a noite a secretaria nao funciona.

  • O sincero

    Nem relógio trabalha de graça né… kkkkkkkk

  • Servidor

    Dia desses o ex vereador Gilbertão estava nos corredores da Prefeitura se orgulhando em dizer que ligou pars csds um dos vereadores da Câmara de Jales para que votassem contra o pagamento do Jeton.
    Agora que praticamente não teve candidatos o Flá bem que podia nomear o Gilbertão se amigo Advogado Carlos Alberto Encherido de Brito Neto e outros idiotas ai.

    • servidor também

      sou a favor do corte desta gratificação sim,
      pois, numa unica reunião mensal,
      que os conselheiros tinham que participar,
      estes nem compareciam,
      apenas assinavam a ata.
      PARABÉNS FLÁ

  • Valmir

    Muito interessante este embate, quando se ganha, resumindo R$, levo esta abordagem para o conselho tutelar, quantos pretendentes tivemos no último pleito ?, quase 30, se não tivessem salário será que apareceriam tantos pretendentes a tão nobre missão ? Custo zero só era na época do Guizzo, aliás perda lastimável para todos nós JALENSENSES.

  • servidor

    Cadê a Marynilda, ela não se candidatou. Acabou a gratificação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *