AUMENTA O NÚMERO DE PORTADORES DO VÍRUS HIV ATENDIDOS EM JALES

O número de pessoas que procuram o SAE/CTA de Jales em busca de tratamento contra o HIV, vírus causador da Aids, vem aumentando gradativamente, ano a ano, de acordo com levantamento feito pela enfermeira Vanessa Ferreira Martins Aparício, responsável pelo setor.

Segundo os dados de Vanessa, o SAE/CTA atendia 71 casos em 2011. No ano seguinte, 2012, o número de pacientes subiu para 83, e, em 2013, chegou a 109. Neste ano, até a segunda semana de dezembro,  131 portadores do HIV estavam sendo acompanhados pela equipe do SAE. 

Dessas pessoas, pelo menos 111 fazem uso da Tarv Antiretroviral, medicamento utilizado no controle do vírus do HIV. O fato de estar infectada com o HIV, não significa, no entanto, que a pessoa esteja com Aids. 

De outro lado, os casos de AIDS também estão aumentando no Brasil, principalmente entre os jovens e entre os homens que fazem sexo com outros homens. O relatório “The Gap Report“, divulgado pelas Nações Unidas, revela que, no Brasil, a Aids teve uma aceleração de 11% entre 2005 e 2013, enquanto, no planeta, houve uma diminuição de 28%.

No final de novembro, o Fantástico, da Rede Globo, exibiu matéria onde diz que, ao contrário do que acontece em outros países, no Brasil os casos de Aids teriam aumentado absurdos 50% entre os jovens, nos últimos seis anos.

Segundo o médico Dráuzio Varella, “o principal motivo é o comportamento sexual dos jovens. Eles acham que ninguém mais morre de Aids hoje, e que se pegar o vírus é só tomar o remédio que acabou e que está tudo bem. Está tudo bem, não. Se você pega o vírus, o tratamento pode controlar a doença, mas você vai ter problemas pelo resto da vida”.

Saúde divulga balanço da Campanha “Fique Sabendo”

Em Jales, a Secretaria Municipal de Saúde divulgou, na semana passada, os números alcançados pela campanha “Fique Sabendo”, realizada entre os dias 01 e 05 de dezembro.

No período foram realizados 1.752 exames, sendo coletadas 549 amostras de sangue para de HIV, 541 testes rápidos de Sífilis, 188 de Hepatite B e 474 de Hepatite C. Foram diagnosticados como positivos, 03 testes de HIV, 15 de Sífilis, 01 de Hepatite B e 01 de Hepatite C.

Dos exames para HIV, 166 homens e 281 mulheres fizeram o teste pela primeira vez. Os pacientes que apresentaram a sorologia positiva foram encaminhados para acompanhamento e tratamento adequado.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *