BANCO DO BRASIL DESTINA R$ 40 MIL PARA PROJETO DA AACAJ

DSC01503-tribuna

DSC01495 EDA direção do Banco do Brasil de Jales entregou, na terça-feira, 29, à diretoria da Associação de Apoio à Criança e ao Adolescente de Jales (AACAJ), um cheque simbólico de R$ 40 mil. O dinheiro – que já está na conta da entidade – deverá ser utilizado em um projeto dedicado ao atendimento de crianças e adolescentes. A solenidade de entrega do cheque contou com a presença do superintendente regional do banco, Renato da Col.

Os recursos são provenientes do Projeto Voluntários BB, em parceria com o Fundo da Infância e Adolescência. Segundo o superintendente, a AACAJ foi uma das 109 entidades que tiveram seus projetos aprovados pelo programa. “Mais de 400 se inscreveram em um concurso nacional de projetos destinados ao atendimento de crianças e adolescentes. Aqui na nossa região, apenas a AACAJ e outras duas entidades – uma de Fernandópolis e outra de Votuporanga – tiveram seus projetos selecionados”, disse Renato.

Segundo a proposta aprovada, a AACAJ deverá investir o dinheiro no projeto “Nadando Contra a Violência”, em parceria com uma escola de natação da cidade, a Planeta Água. “O projeto começa em abril e vai até o final do ano. Nesse período, nós DSC01505-pqdeveremos pagar a mensalidade e fornecer equipamentos e transporte para cerca de 55 meninos de 06 a 15 anos, que irão praticar natação”, explicou a psicóloga da entidade, Nayara Mancini Soncin (ao lado).

O presidente da AACAJ, Leandro Brandini (também ao lado) – que é ligado a movimento de cursilhistas da Igreja Católica – explicou que a entidade vive permanentemente em busca de recursos para manutenção do atendimento às crianças. “Nós tomamos conhecimento do projeto do Banco do Brasil e fizemos a inscrição da AACAJ através de um formulário disponibilizado no Portal do Voluntariado BB. Para nossa satisfação, o nosso projeto foi um dos escolhidos”, disse Leandro. 

A assistente social da entidade, Rosineide Savazzi, explicou, de seu lado, que, não obstante o auxílio pontual do Banco do Brasil, a AACAJ vai continuar precisando da ajuda da população. “É importante que as pessoas saibam que esse dinheiro será destinado a um projeto específico e que as nossas dificuldades vão continuar as mesmas. Para nos mantermos de pé, atendendo essas crianças e fornecendo alimentação a elas, vamos continuar contando com a nossa população“, concluiu Rosineide. 

6 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *