CAMARADA MARTINI ESTÁ NA ARGENTINA PARA FISCALIZAR ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS DE DOMINGO

O bar do PM, na esquina da Dois com a Onze, estará um pouco vazio neste final de semana. É que o companheiro José Célio Martini, que os amigos conhecem pelo carinhoso epíteto de “Camarada Martini”, deixou Jales na quarta-feira, 23, e no dia seguinte já estava na Argentina, onde deverá permanecer por uns dias.

As fotos que ilustram este post foram registradas na sexta-feira, 25, em frente à Casa Rosada, sede do governo argentino. Ela mostra parte da delegação de brasileiros, incluindo o Martini, que irão – como membros de uma Organização Não Governamental Internacional – fiscalizar a legitimidade das eleições presidenciais argentinas, marcadas para o domingo, 27.

De Buenos Aires, onde se encontra, Martini entrou em contato com os amigos para dar uma panorama da situação pré-eleitoral. Ele disse que o ambiente na capital argentina é de muita tranquilidade e afiançou que o clima, por lá, é amplamente favorável ao candidato oposicionista, Alberto Fernández.

Martini ressaltou, por outro lado, que, não obstante a aparente tranquilidade, os bancos e as casas de câmbio estão cheios de pessoas que, diante da desvalorização do peso argentino, estão tentando se garantir com a compra de dólares. Lá como cá, os donos do dinheiro tentam criar uma ambiente de desestabilização diante de uma provável vitória da esquerda. 

4 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *