CAPITÃO PRESUTTO: “NÃO DEU TEMPO DE FAZER NADA. FUI ARREMESSADO A DEZ METROS”

O atropelamento do comandante da Polícia Militar de Jales, capitão Presutto, continua repercutindo na imprensa regional. A notícia é do Diário da Região:

O capitão da Polícia Militar de Jales, Luis Carlos Cobacho Presutto, 43 anos, foi atropelado anteontem à tarde depois que um motociclista furou o bloqueio feito pela PM na avenida João Amadeu, no centro da cidade. O piloto da moto Luiz Carlos Costa Junior, 19 anos, foi preso em flagrante por tentativa de homicídio contra o militar.

Segundo o capitão, o motociclista teria desrespeitado o sinal de parada feito por outro policial, porque teve a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) cassada, não poderia estar dirigindo e estava empinando o veículo momentos antes. “Eu estava abordando um carro quando ouvi um barulho e vi o motociclista vindo em minha direção. Não deu tempo de fazer nada. Ele me atingiu e fui arremessado a 10 metros”, lembra a vítima. Presutto sofreu fratura no punho esquerdo e uma luxação no joelho.

O motociclista caiu e sofreu escoriações leves. Ele foi medicado e em seguida detido. “Estamos esperando a chegada dos laudos periciais para concluir o caso. Mas ele permanecerá preso, pois foi um caso gravíssimo. Ele assumiu o risco de matar”, diz o delegado Edson Satoru Sakashita.

3 comentários

  • eu vi tudo - jales

    O rapaz sabia o que fazendo, das consequencias, pois sua intenção era furar o bloqueio e esculaxar a Polícia, deu no que deu, agora aguenta o PESO DA LEI, ele não apenas atropelou um Policial, AFRONTOU O ESTADO (Segurança Pública), tem que pagar.
    Digo mais, hoje ele esta refletindo o que na Cadeia e certamente está arrependido. QUERO QUE ELE PAGUE O QUE FEZ, POIS ACREDITO NO PODER JUDICIÁRIO LOCAL.
    Que sirva de EXEMPLO PARA OS DEMAIS MOTOQUEIROS ARRUACEIROS E BADERNEIROS DE JALES. OK.

  • parabéns

    Por volta das 18h de domingo (25/11) passei pelo local, isso por volta das 18h. Sinceramente, parecia uma praça de guerra, com motos e carros em alta velocidade, motoqueiros empinando suas motos, carros com som elevadíssimo (circulando e parados) e centenas de jovens por lá, sendo que muitos com copos e garrafas de bebidas nas mãos.
    Tudo bem que as possibilidades de divertimento são poucas em Jales, mais daí ao ponto de se juntar às centenas e promover tal “arruaça” no local já é demais.
    Parabéns à Polícia de Jales e tais ações devem acontecer mais vezes como nas sextas e sábados à noite.

    • Claudio Landim

      Essas badernas com motoqueiros já ocorrem quase todo fim de semana desde a década passada, sempre nas avenidas principais durante a noite e durante o dia, alguns metros à frente da igreja na estrada para Dirce Reis.

      A secretaria de trânsito do município deveria copiar o modelo de Santa Fé do Sul e colocar umas câmeras nas principais vias da cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *