CARTÓRIO DO REGISTRO DE IMÓVEIS DE JALES CONTINUA FUNCIONANDO NORMALMENTE

dsc02443-ivan

O moço da foto acima é o Ivan Cavalin Ignácio dos Santos, que foi nomeado pela Justiça como interventor no Cartório do Registro de Imóveis de Jales, até que sejam apuradas as supostas irregularidades atribuídas à Oficial, dona Gercy, e ao Oficial Substituto, Flávio Willians.

Na terça-feira, Ivan disse ao blog que, mesmo sob intervenção, o Cartório está funcionando normalmente. “Não tem a menor procedência os rumores de que o Cartório poderia suspender suas atividades temporariamente. Posso garantir que não existe a menor possibilidade disso acontecer“, afirmou Ivan.

Ele explicou que as apurações que estão sendo feitas pela Justiça é um procedimento administrativo que nada tem a ver com o andamento dos serviços do Cartório. “Nós fizemos um levantamento minucioso e entregamos ao juiz corregedor, doutor Eduardo Henrique de Moraes Nogueira. Agora, cabe a ele decidir o que vai ser feito. Aqui no Cartório, os serviços prestados à população seguem normalmente. O registro de uma escritura, por exemplo, não demora mais que cinco ou seis dias, as certidões são feitas na hora, nada mudou”.

Segundo Ivan, houve uma queda na procura pelos serviços do Cartório durante o mês de outubro. “Algumas pessoas parecem receosas, outras acham que terão de pagar novamente por serviços que já foram pagos, mas elas podem ficar tranquilas que ninguém terá que pagar nada novamente“.

Ivan explicou que o seu mandato como interventor no Cartório do Registro de Imóveis tem duração de 90 dias. “Esse é o prazo que a Justiça tem para concluir as apurações. A Justiça poderá concluir que a Oficial é inocente e devolver o comando do Cartório a ela. Pode também suspendê-la por noventa dias ou suspender a delegação dela como Oficial. Se a decisão for pela suspensão, será nomeado um Oficial interino”.

O interventor esclareceu, ainda, que foi a própria Oficial, Gercy Marinelli Fernandes, quem tomou a iniciativa de procurar a Justiça. “Surgiram rumores de que teria havido uma denúncia, mas, na verdade, foi a dona Gercy quem enviou um ofício ao juiz corregedor, apontando o recolhimento a menor ou o não recolhimento de taxas. O ofício dela é um documento público e está inclusive afixado na entrada do Cartório”, concluiu Ivan.

9 comentários

  • Tabajara Plus

    Do status à lama.
    Que feio.

  • Demorou para avisar

    Certamente, alguma coisa aconteceu para a dona do cartório afastada, fazer ao juiz para denunciar que ela mesma não recolheu as taxas.
    Existem muitas fofocas sobre esse tema, porem o fato é que houve um desvio de dinheiro, portanto é crime que o juiz vai resolver.
    Dizer que ela avisou, parece piada

  • Cartório é uma grande responsabilidade, hoje tudo é informatizado,
    não tem como não recolher emolumentos e demais taxas, querer
    enganar o estado é um grande erro. A dona Gerci , Tabeliã, trabalha
    no Cartório há mais de 50 anos, sempre muito trabalhadora, honesta,
    competente, humilde, mas não adiante uma vida toda correta, tudo
    isso vai p o buraco, qdo comete os erros que aconteceram no Cartório.
    Respeito muito a dona Gerci.

  • Fernando Pimentel

    Ninguém mais vai pra bariloche ? Las vegas ? Florianópolis? Disney?

    • A Inveja é terrível hein ???

      Kkkkkkk … preocupado demais !! Muda o disco, só falam dessas viagens !!! Pq não falam das doações feitas para instituições… Pq aquelas centenas de pessoas que viviam mamando nas doações e festas dos envolvidos não falam nada ??? Enquanto os envolvidos estavam bem, ninguém falava nada, quero só ver você que fala tanto das viagens fazer o Q a dona Gercy e seu filho faziam para as entidades de JALES …. melhor vai se ocupar… com certeza vc era algum dos falsos que convivia com os envolvidos e agora destila seu veneno invejoso… ser humano mesquinho !!! Aqui nesse blog só tem gente honesta kkkkkk … JALES a cidade dos truqueiros!!! Chega de falsa moralidade … muitos que estão criticando praticam o mesmo crime !!! Aliás pior, nem pagam impostos, passam como isentos … param de falar e cuidar da vida dos outros !! Se ocupem…

  • hachid

    Cardosinho isso vai virar alguma coisa? ou só vai ficar com o nome sujo perante a sociedade?

  • Esculhambado

    Acho que estão esculhambando o nome dos envolvidos. O que houve foi uma diferença no repasse por conta de retenção de verbas

  • Car Toon

    Quando se atua na área pública, é necessário ter a ética como linha mestra.
    Num serviço onde tudo é pago à vista, com zero de inadimplência, os repasses devem ser na mesma proporção.
    Quem tem fé pública deve honrá-la.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *