CASO CURIÓ: TRIBUNAL DE JUSTIÇA AUMENTA PENA DE ACUSADO DA MORTE DO CAMINHONEIRO

curióOs desembargadores da 8ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) deram provimento a um recurso do promotor da 2ª Vara de Jales, Anderson Geovam Scandelai, e aumentaram a pena de um dos acusados da morte do caminhoneiro Marcos Adriano Longo, o Curió, ocorrida em janeiro de 2015.

Reginaldo dos Santos Montoro, atualmente com 26 anos, tinha sido condenado pelo juiz Marcos Takaoka a cumprir pena de 11 anos, 05 meses e 10 dias de reclusão, pelos crimes de roubo, ocultação de cadáver e corrupção de menor.

O Tribunal, no entanto, aceitou a tese do Ministério Público de Jales, e atribuiu a Reginaldo também o crime de latrocínio (roubo seguido de morte), aumentando a pena para 24 anos e 04 meses. Exatamente a mesma pena do outro acusado, Cláudio Valentim.

No jornal A Tribuna desse final de semana, os detalhes de como os dois acusados prepararam uma emboscada para Curió, que poderia não ter sido a vítima, já que, antes dele, outro caminhoneiro tinha sido contactado pelos criminosos para realizar o transporte de algumas cabeças de gado. O jornal conta como o outro caminhoneiro desconfiou do serviço e rejeitou a empreitada.   

5 comentários

  • PARABÉNS AOS RESPONSAVEIS PELO AUMENTO DE PENA, NÃO SE JUSTIFICA O QUE FIZERAM AO AMIGO “”CURIÓ””, PESSOA DO BEM SEM MALDADE NENHUMA, SER CEIFADO SEM A MENOR DÓ E CONSIDERAÇÃO PELO SER HUMANO, TEM QUE SE LASCAR MESMO PARA SERVIR DE EXEMPLO PARA OUTROS…………

  • boa tarde cardosinho, você deve ter errado acho que não é 11 meses e sim 11 anos 5 meses e dez dia.

  • Devanir Jorge Caires

    Parabéns ao Dr. Anderson que recorreu da sentença e teve sua tese aceita pelo TJ e assim conseguiu aumentar a pena do réu Reginaldo Montouro pela prática de crime de latrocínio. Dr. Anderson praticamente acompanhou as diligências durante o inquérito policial e sabia das provas colhidas e sabia do grau de culpabilidade do réu no crime de latrocínio. Trabalhei durante a apuração do caso e isso pra nós da Central de Polícia Judiciária de Jales é uma vitória e sensação de dever cumprido. Mais uma vez meus parabéns ao excelente trabalho realizado pelo excelentíssimo Promotor de Justiça De. Anderson, este que enaltece o Ministério Público da nossa Comarca e região.

  • Cidadão

    Caramba, que aumento gigante da pena de 11 anos para 24 anos, esse juiz errou por pouco na aplicação da pena.
    Belo trabalho da promotoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *