DENGUE JÁ PASSA DE 500 CASOS EM JALES. DOENÇA JÁ MATOU MAIS DE 100 NO ESTADO

A natureza é cheia de surpresas. Afinal, como não se surpreender com o fato de o estado mais rico da nação – São Paulo, que possui a população mais educada e politizada do país e que é governado pelo mesmo partido há 20 anos – ser também aquele que concentra o maior número de mortes por dengue.

Dois terços das mortes ocorridas no país, por conta da doença, aconteceram no estado de São Paulo. E o que é pior: a maior parte delas se deu em cidades que não estão assim tão longe de Jales, como é o caso de Catanduva, que já contabiliza 18 mortes e tem mais 19 sob investigação. Ou de Penápolis, onde a dengue já matou 08 pessoas.

Por outro lado, a nossa vizinha Estrela D’Oeste, embora não registre oficialmente nenhuma morte, lidera o ranking da doença na proporção “número de casos/população”. Neste ano, cerca de 3% da população estrelense já contraiu a doença.

Em Jales, a  Secretaria Municipal de Saúde contabilizava, até a manhã desta segunda-feira, cerca de 1.800 notificações e 532 casos confirmados de dengue. Ou seja, 1,1% da população. É possível que agora à tarde esses números já tenham aumentado.

É importante esclarecer que, a partir do momento em que foi declarada a epidemia da doença, todos os casos suspeitos passaram a ser  contabilizados como confirmados, o que pode inflar  os números.

De outra parte, é interessante ressaltar, também, que a realidade pode ser bem pior do que mostram esses números, uma vez que muita gente procura laboratórios particulares para fazer exames e não comunica a Secretaria de Saúde.

De qualquer forma, o quadro da doença, em Jales, neste ano, está muito parecido com o que aconteceu em 2013, quando a cidade teve, de janeiro a dezembro, 1.672 casos confirmados de dengue. Naquele ano, até o final de abril, foram confirmados 555 casos. Abaixo, uma estatística da dengue nos últimos anos, em Jales:

Ano Notificações Confirmados
2009 213 31
2010 724 349
2011 569 186
2012 196 09
2013 2.822 1.672
2014 999 472

9 comentários

  • Anônimo

    Isso sem contar os que ficaram doentes e não procuraram o serviço público de saúde e, portanto, não fazem parte das estatísticas.

  • Anonimo!

    Cardosinho,a coisa é muito pior do que se divulga. Eu ouvi do dono de um dos laboratórios de Jales que já tivemos em Jales 03 óbitos pela dengue. A coisa é muito mais séria.

  • eficiente

    Cardosinho por favor sou leitor assíduo do blog e gostaria de ver a tabela de qtos casos cada cidade da região tem de dengue…por favor

  • amiga

    no tempo do caparros tinha quem passava veneno nas ruas adora correr atra deles, nao fazia mal nao, nao tinha epidemia vcs lembra , tinha facip de graça e era muita gente muito bom.

  • Anônimo

    parabens Nilva e Jesus

  • ZE

    CARDOZINHO GOSTARIA DE SABER SE VC SABE ALGO A RESPEITO DA MULHER GRAVIDA QUE MORREU NA SANTA CASA, PQ NÃO COMENTA NADA À RESPEITO, TAMBÉM RECURSO QUE A SANTA CASA RECEBE, INVESTE EM QUALIDADE E PELO JEITO NÂO INVESTE EM PROFISSIONALISTO, MAIS UMA MORTE DE CRIANÇA.
    ATE QUANDO VAMOS FICAR OUVINDO ISSO DESTA SANTA CASA ?

  • Cowboy do asfalto

    Dengue é sinônimo de sujeira e portante, de falta de educação.
    Enquanto não existir a conscientização de que devemos fazer a nossa parte, será essa tragédia, ano após ano.

  • fique por dentro

    era uma gestante de RISCO !!!
    hipertensao e asma . infelizmente as coisas complicao.

  • fique por dentro

    meus sentimentos aos familiares
    que DEUS abencoe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *